Fim de férias…

E aí, tudo belezinha? Aqui tudo ok. Férias chegando ao fim, aiiii como foram boas. Aliás, estão sendo, pois só considerarei que terminaram quando estiver chegando no trabalho na segunda-feira. Aproveitei muito!

Muita paz, muita reflexão, sono e idéias colocados em dia, algumas ações planejadas cumpridas totalmente, outras ao menos tiveram início e, claro, teve coisa que continuou adormecida (mas na hora certa, acordará). Estou com a bateria recarregada pra valer, prontinha pro que me espera.

O tempo está bacana, a praia ontem estava deliciosa, hoje fiquei na dúvida entre ir ou não ir, mas acabei combinando com o maridão de encontrar com ele, assim que sair do trabalho especial que foi fazer hoje, para almoçarmos fora e depois fazermos algo juntos por aí… talvez um cineminha.

A semana está terminando e mais uma vez agradeço a Deus e a mim mesma pelo saldo positivo em todos os setores, com destaque especial, de novo, para o meu processo de re-reeducação, que continuo levando em frente com comprometimento, mas de uma forma bem tranquila, como tenho dito aqui.  Sem privações, sem sacrifícios, é vida normal, comendo em casa ou na rua,  me permitindo consumir eventualmente coisas que gosto e que não devem fazer parte do cardápio de todos os dias, mas que podem de vez em quando serem incluídas, sim, de forma moderada, combinada e, na grande maioria das vezes planejada.

Estou na TPM, sem saber se a M virá, esta é uma fase hormonal interessante, imprevisível. Sinto os seios inchados, embora não estejam mais doloridos como estiveram há dias, geralmente só param quando menstruo, então não sei agora o que isso quer dizer! rs  O humor também está oscilando um pouquinho, em determinados momentos do dia, vem uma irritaçãozinha do nada e depois passa, isso é bem característico da TPM.

Ontem à noite senti empurrões para beliscar, mas não era fome (outra característica desse momento hormonal). Algo me carregava para a cozinha e eu voltava, nossa, que complicado foi aquilo! Mas tentei ser bem forte, foi um verdadeiro ‘cabo-de-guerra‘.

Teve hora em que percebi que era melhor comer algo logo, embora um pouco antes do intervalo mais adequado, porque estava ficando muito complicado, eu desviava a atenção e o troço voltava. Eu não tinha clareza do que queria, esse é um franco sinal de que não queria nada né?

Esse negócio de ‘quero alguma coisa,  não sei o que é, mas tenho que comer algo’  é um indício forte de que estamos sendo persuadidos por emoções, por descompensações, é hora de abrir o olho.

Tem que tensar, tentar identificar o que poderá ajudar a passar aquilo que está nos desequilibrando e se for comer, que seja algo que não piore depois a situação, ou seja, não botar pro brejo um dia que vinha ótimo, e ainda continuar com a tal fissura sei lá do que.

Foi o que fiz. Não conseguindo descobrir afinal de contas o que eu queria’, para não ficar testando e aí comer mais do que devia, fiz ajustes no plano de alimentação da noite, para dar uma amenizada naquela agoniazinha, mas no final das contas não houve nenhuma jacada, me virei bem.

E hoje está tudo normalzinho, até aqui totalmente dentro do planejamento e, embora eu não saiba ainda exatamente em que restaurante vou almoçar, já tenho em mente o tipo de comida que estou a fim, o tipo de composição que quero para o meu prato. A

Tenho me mantido motivada, tenho colhido os primeiros frutos, ainda discretos (mas que me deixam muito satisfeita), e a cada pequeno avanço que percebo, quero mais. Assim, a cada passo dado, quero dar o próximo e isso acaba trazendo, aos poucos, aquele tal entusiasmo que eu reclamei tanto, no início desta retomada especial, que não estava rolando.

Rola sim, agora posso dizer isso. Mas, de um outro jeito, descobri que dá para ser entusiasmada de uma forma mais suave, sem piruetas! :)
Claro que podem haver falhas, que nem todo dia é nota 10, mas eu me orgulho de ter uma coleção maravilhosa de dias nota 10 desde 4 de abril e, daquele dia para cá, não ter ainda passado por nem um diazinho com nota menor que 7 e, digo mais: na maior parte dos dias, a média ficou acima de 8.

Não é que nota seja importante, mas é um indicador do quanto estou, de verdade, firme e, melhor ainda, sem qualquer radicalismo. Alguém me verá comendo uma pizza, um dia Ou outro (e jamais um dia E outro), alguém me verá comendo um doce, sim, se a vontade for grande e eu achar que vale a pena,  mas não será seguidamente.

E sem lamúrias por não poder comer sem regras, beliscar o dia inteiro, achar sempre que dá pra deixar pra amanhã o ‘não’ que pode ser dito hoje a algo sem sentido, fora de hora, porque é uma escolha. Eu escolhi parar com o oba-oba que estava me fazendo jogar fora um bom pedaço de tudo que eu conquistei. E eu não abro mão dessa conquista, parei mesmo. O trabalho para recuperação e contínuo, a estrada é comprida, vou que vou,  estou absolutamente decidida e adorando me sentir assim, já são hoje 48 dias bacanas, e os próximos eu estou determinada a fazer com que sejam ótimos também.

E se falhar? Como digo sempre, falhar é humano e eu não estou imune a nada. Apenas procuro estar atenta, para falhar o mínimo possível.  Então, me programo para acertar, ou para errar menos e, se acontecer, usar como lição para seguir melhor.

Falando em falhas, olhem que texto bacana, da sempre ótima Martha Medeiros, eu compartilho hoje, espero que gostem.

Pessoas ‘San Francisco’ (Martha Medeiros) 
Uma das coisas que fascina na cidade de San Francisco, é ela estar localizada sobre a falha de San Andreas, um desnível que provoca pequenos abalos sísmicos de vez em quando.
Você vai caminhando pela cidade, apreciando a arquitetura… e imaginando se virá um tremor e fazer você ficar tontinho, tontinho.
Essa possibilidade amedronta mas ao mesmo tempo excita, vai dizer que não?

Assim são também as pessoas interessantes: têm falhas. Pessoas perfeitas são como Viena, uma cidade quase perfeita. Linda, sem fraturas geológicas, onde tudo funciona e você quase morre de tédio.
Pessoas, como cidades, não precisam ser excessivamente bonitas. É fundamental que tenham sinais de expressão no rosto, um nariz com personalidade, um vinco na testa que as caracterize.
Pessoas, como cidades, precisam ser limpas mas não a ponto de não possuírem máculas.
É importante suar na hora do cansaço, ter uma camiseta velha pra dormir, um jeans quase transparente de tanto que foi usado, um batom que manchou depois de um beijo, um rímel que borrou um pouquinho quando você chorou.
Pessoas, como cidades, têm que funcionar, mas não podem ser previsíveis. De vez em quando, sem abusar muito da licença, devem ser insensatas, ligeiramente passionais, demonstrarem um certo desatino, ir contra alguns prognósticos, cometer erros de julgamento e pedir perdão depois, pedir perdão sempre, para poder ter crédito e errar outra vez.
Pessoas, como cidades, devem dar vontade de visitar, devem satisfazer nossa necessidade de viver momentos sublimes, devem ser calorosas, ser generosas e abrir suas portas, devem nos fazer querer voltar, porém não devem nos deixar 100% seguros, nunca. Uma pequena dose de apreensão e cuidado devem provocar.
Nunca se esqueça que pessoas, assim como cidades, têm rachaduras internas, portanto podem surpreender…
Falhas…
Agradeça as suas, que é o que humaniza você, e fascina os outros.

Desejo a todos um ótimo final de semana. Beijão!

About these ads
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

32 respostas para Fim de férias…

  1. Alaide disse:

    Oi querida vir no seu cantinho e muito prazeroso pois me indentifico muito com muitas coisas q vc fala,quero e tenho q ficar legalzinho gosto quando vc fala asssim se dando nota do seu dia ,parabéns! e vamos em frente tenha um lindo final de semana bjs!

  2. Beth querida… primeiro quero te pedir desculpa por minha ausência por aqui e te agradecer pelas palavras que vc tem me deixado constantemente no meu blog. Tenha certeza que elas tem me ensinado e ajudado muito, tanto nos comentários que vc tem me deixado como nos seus posts. Adoro tudo o que vc escreve.
    Hoje no meu blog eu falei uma coisa mais ou menos parecido com o que vc disse na sua postagem… vc fala de se permitir EVENTUALMENTE a comer algo diferente, que vc goste. E eu falei justamente sobre isto mas ao contrário hehehe. Percebi que eu estava me permitindo SEMPRE. Como vc disse, comer pizza hoje OU amanhã e eu estava comendo hoje E amanhã.
    Quanto aos erros, com certezas somos humanos e passíveis de erro o problema é que as vezes a gente não pensa assim e qdo erramos o erro nos atinge de uma maneira mais forte. Eu estou tantando mudar os meus pensamentos mas sei que é um loooongo caminho, uma hora chego lá.

    Beijos e ótimo sábado

  3. cacau disse:

    Bom retorno de férias!!! Amei o texto da Martha…e parabens por estar conseguindo se manter coerente com o seu objetivo..coisa que eu vinha conseguindo mas ja dei uma escorregada de novo (humpf!) Beijos e fique com DEUS!

  4. teresinha disse:

    Você é a guerreira de sempre, isso não mudou! Sempre se primorando e um óptimo exemplo para todas nós. Um abraço e um bom regreso ao trabalho.

  5. Edite Lima disse:

    Oi Beth, como sempre sua determinação em conseguir seu objetivo me encanta.
    Gosto dessa sua maneira de reconhecer que falhou ou que pode falhar. Mas tb sabe que pode reconquistar o que deixou a desejar. Como no belo texto de Martha Medeiros com que vc nos presenteou: pessoas tem falhas…
    Um feliz retorno ao trabalho. Férias é muito bom. Mas tb é muito bom poder voltar à velha rotina. Bom final de semana e bom retorno ao trabalho!
    Abraços

  6. Dani disse:

    Olá Beth,

    É isso aí, seguindo a RA com calma, paciência, um dia após o outro. Procurando adaptar a RA à nossa vida e não a nossa vida à RA, porque senão não dura, cansa.

    Grande beijo e ótimo final de semana

  7. Elaine disse:

    Que post delicioso de ler. E Parabéns pelo 48º dia de retomada na RA! É sempre muito gratificante a gente ver a recompensa élos nossos esforços. Saber que depois de uma semana totalmente fiel a RA o resultado só pode ser o esperado: Algumas gramas (ou até kilos) a menos na balança, as roupas mais larguinhas, o rosto mais fino, o seio mais murcho, tudo isso é gratificação e recompensa da nossa dedicação.
    E as férias chegaram ao final…Isso também é ótimo. Poder voltar ao trabalho, para mais uma jornada, com as baterias recarregadas (e mais magra!), para poder de novo, dar o melhor de si mesma. Parabéns de novo!

    Amei o texto, claro Martha Medeiros, sempre ótima. Uma reflexão e tanto de como muitas vezes aquilo que em nós achamos ‘imperfeitos’ ou ‘falhas’ sejam exatamente o nosso charme. Valeu!

  8. Iza disse:

    Oi querida???!!!Vim retribuir a visita mais que especial no meu bloguito,adorei o texto de Martha ele escreve sempre a coisa certa,né???!!!
    Um otimo retorno ao trabalho amiga.
    Bjks

  9. Lisa disse:

    Acabei de ver um filme na TV e pensei que será um acalanto pro seu coração e o coração do Vi e milhares de corações que amam cachorro… deixo pra vc espalhar a dica em blogs da sua gente chegada…, se é que o filme foi liberado em DVD no Brasil… ou pra quem entende inglês e poderá comprar via http://www.amazon.com — “Hachi: A Dog’s Tale”, filme de 2008, com Richard Gere no papel de um professor universitário e sua amizade com um cachorrinho que ele encontrou perdido numa estação de trem… o cachorrinho cresce e a amizade entre os dois se solidifica… o filme é um remake de um filme japonês de décadas passadas… filme baseado em fato ocorrido no Japão onde há uma estátua do cachorro (Hachiko) na estação de trem onde ele esperava pelo seu dono, um professor universitário.

    • Beth disse:

      Oi Lisa! Garota, eu vi esse filme, no cinema, tão lindo! Aqui foi exibido com o título “Sempre ao seu lado”. Adorei, chorei tanto!!!!! Valeu a lembrança!
      Beijos!

  10. Hellen disse:

    Ola querida como você consegue transmitir tão bem os sentimentos em palavras!? Essa coisa de querer comer algo mesmo sem saber oque é eu conheço de cor e saltiado…mas mesmo assim as vezes me deixo cair nessa pegadinha! A velha luta de sempre! Que você tenha um ótimo regresso ao trabalho e uma semana produtiva e divertida. Beijo.

  11. Beth, visitar o seu blog é altamente estimulante, pois encontrar uma pessoa alto astral, pensamentos positivos e acima de tudo tão humana é bom demais da conta. Sempre que quero tomar umas lições de regularidade e civilidade lembro de você. Bjs e esteja sempre na vida dos seus seguidores e seguidoras. Bjs!!

  12. bartira disse:

    eu passo por isso: ‘quero alguma coisa, não sei o que é, mas tenho que comer algo’
    é interessante respirar fundo e não deixar essa vontade domirnar a gente né? eu até hj nao consegui, ainda mais que quando estou assim sempre aparece algo pra comer. é incrivel! a ultima vez pintou um alfajor na minha mao! uma amiga levou do aniversario do filho, nao acreditei, nem pensei e comi! acho que controlando isso e a comilança da noite a força será maior e a coragem de seguir em frente firme e forte. ou seja, recomeçar né Beth querida!? beijao, excelente semana.

  13. fabi disse:

    Oi querida!Férias acabando aiai,como eu queria uma férias!
    Obrigada pelo recadinho..sabe, às vezes a gente sabe o que está fazendo de errado,mas parece não querer acreditar…bom saber que vc tem feito tudo o que está ao seu alcance,claro que sempre temos vontades às vezes e o bom é saber que podemos abrir exceção, mas ter discernimento para saber que não podemos sempre né?Acho que às vezes esqueço disso,ma vou melhorar!Beijos e boa semana!

  14. Sempre que tirei férias, quando chegava no final ou eu estava doida para voltar ou triste que já não teria tanto tempo livre, ou seja, tinha aproveitado bem a folga.

    Eu também tirei férias essa semana, meus pais vieram de Pelotas/RS até Santos/SP para me visitar, mesmo matando as saudades da comidinha da mamãe não engordei, considero 300 gramas apenas uma retenção de líquidos. Mas acho que isso mostra que estamos valorizando nossas conquistas, que conseguimos alcançar o resultado almejado que é a mudança de hábitos.

    Moderação é a palavra certa, podemos comer de tudo desde que controlado. O oba-oba acabou aqui também! rs

    Essa é a sua conquista, e te admiro muito porque mesmo tendo por algum momento você tenha parado você nunca perdeu a essência e soube o momento de parar e voltar para a sua rotina!

    Quando eu crescer quero ser igual a você (rs)!!! És um exemplo a ser seguido!
    Tenha uma ótima semana.

  15. Aline disse:

    Oi Beth querida, quero compartilhar uma coisa maravilhosa com voce, passa no meu blog, beijossssss

  16. Eloyza Reis disse:

    Oi minha amada.
    Estamos nos adaptando bem ao Uruguay.
    A comida mudou quase 50% mas estou tentando me acertar.
    Os exercicios é que anda ZERO.
    Caramba com frio de 6 graus pela manha não me animo. A noite nem se fala.
    Mas vou encontrar uma solução :-)
    Nem que tenha que ir caminhar vestida feita um astronauta.
    Uma super semana. Que tudo seja tranquilo e perfeito no seu trabalho.
    Estamos longe mas meus bons pensamentos sempre voam até vc.
    BEEEEEEEEEEEEIIIIIJO!!!

  17. Walquiria disse:

    Querida, que linda mensagem, bom retorno ao trabalho, boa semana! Beijos

  18. Electra disse:

    Oi Beth!
    Adoro ler Marta Medeiros!
    E adoro ler seus posts (principalmente)
    Vc passa uma segurança, tranquilidade e equilíbrio ímpar.
    Tb acho saudável comer de tudo um pouco.
    Restrinções nos levam a “enfiar o pé na jaca”.
    Espero que tenha uma ótima semana.
    Fica com Deus.
    Bjos

  19. nini disse:

    é isso aí Beth, você está no caminho certo, não está com aquela agonia de ver a balança despencar, tudo com isso dá certo e você chegará onde quer, tenho certeza!!! beijo !
    Nini

  20. kecia disse:

    Oi Lindona,também estou nessa ………..sem neuras chegaremos lá;
    Beijos e uma otima semana.

  21. A luta sempre , sem esmorecer. Eu li que a maçã mata a fome. Tem um componente que tapeia o cérebro.Experimentei e deu certo. É comer bem devagar e tem pouca caloria.

    Bom retorno das férias.O bom de morar no Rio é que nem precisa viajar.

    • Beth disse:

      É verdade, Magui. Maçã é uma fruta que amo (a preferida) e, realmente, é uma aliada e tanto para mim: mata a fome, acalma… Beijo!

  22. Rosimeyre disse:

    Hiii acabou as férias, em partes é bom pois com isto a RA volta para valer kkk, é dificil ne amiga, mas vamos que vamos. Adorei o texto.Beijos milll

  23. Vanessa disse:

    Olá linda!
    Férias realmente é tudo de bom na vida né ? Ainda mais quando passamos com pessoas que amamos… hummmm =)
    Linda Obrigada pelas inumerar visitinha e claro pelas palavras de incentivo e apoio. E me perdoe a demora em retribuir o carinho, como sabe estava dodói, e Dengue é uma verdadeira desgraça, acho que nunca fiquei tão fraca na minha vida, mais já passou graças a Deus!!!

    Beijinhos fique com Deus! e uma linda noite pra ti

  24. Danielle disse:

    Oi Beth lindona do meu coração, é sério tu não acredita…rsrsrsrsr Brincadeirinha minha tá, Beth hoje estava lendo o seu post e vi o quanto vc tem firmeza no que fala ,no que quer e isso é o que me encanta demais em vc, não é a perfeição que busca e sim o equilíbrio eu como vc já pode ler inúmeras vezes em meu blog sempre entrava em crise e depois de um tempo para cá que decidi mudar por dentro vi que o mundo por fora estava tudo ótimo entende, errar era uma coisa que nunca me permitia olha só que absurdo…hoje fico até rindo dos montes de besteiras que já vivi por pura falta de amadurecimento, com a RA não sei mas o clique real ainda não veio mas com relação a minha vida no geral esta deu uma guinada. Este texto é maravilhoso e o seu post sem palavras, espero que esteja tudo bem nesta semaninha de retorno das férias. Te adoro muito… bjs Dani

  25. Alessandra Ossovski disse:

    Querida amiga , que saudades!!!!!!
    Não sei se vai lembrar de mim……mais há anos acompanho vc no seu blog…..
    Eu morava em Poa…….lembro de seus conselhos e de nossas conversas tão gostosas!!!!
    O tempo passou , voltei a morar em Curitiba ……
    Nestes anos , a obesidade me pegou de jeito novamente e acabei fazendo a cirurgia bariátrica , eu e meu marido!!!!
    Estou muito feliz e bem graças a Deus!
    Fico feliz por vc, sempre continuar na luta e não abandonar este cantinho!!!!!
    Que saudades Beth……
    Ainda lembro de nosso trato……eu visitar o Rio e vc vir passear em Poa…..hahhaha….
    mais agora tem que ser em CURITIBA ,OK?
    beijos linda!!! se cuida!!!!

  26. Paula disse:

    Oi Beth,

    tudo bem? como foi o retorno ao trabalho? espero que você esteja com o pique total!

    que legal esse post, muito legal este texto, realmente o que nos faz surpreendentes, interessantes são os nossos “desníveis”, ninguém pode ser o tempo todo “certinho” …

    parabéns pelo seu empenho com a dieta, mas com tranquilidade, sem radicalismos, né?

    obrigadas pelas visitas no meu cantinho e pelos conselhos sempre tão sábios, tão “reveladores”, valeu mesmo !!

    beijos !!

  27. Walquiria disse:

    Querida Beth, como sempre uma bela e gostosa visita! Realmente foi muito triste, não deu par a Giulia, eu ainda sinto o coração apertado por isso, quem viveu e acompanhou sofre junto com a família, mas Deus atendeu de alguma forma as preces, ela descansou, nem uma mãe deveria ver seu filho sofrer assim! Fica a lição de solidariedade, amor ao próximo. Cheguei a questionar por que alguém tão pequena e sem maldade se foi e muitos de coração ruim, que só fazem o mal continuam, mas quem somos nós para questionar Deus, quem somos nós para questionar quem vive ou morre ou quem decide o rumo das vidas… Certo!
    Eu ainda estou bem focada, mas ainda não consegui engrenar uma dieta, acho que para isto terei que buscar apoio, reconheço que sozinha fica difícil. Beijos, Paz e Bem, fica com Deus!

  28. Cris disse:

    Oi, Beth! Tudo bem?

    Ah, férias sempre é bom, recarrega as baterias…e meniiiiina, você tá perto da praia, isso não tem preço!

    Parabéns pelas notas altas, eu sou cheia disso, de quero alguma coisa que não sei o que é…o marido diz que quando eu engravidar ele estará perdido…hahahahaaaa…

    Belo texto!

    Bjs!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s