Meta e objetivo

Final de semana chegando, que delícia! Foi uma semana bem movimentada, produtiva e eu quase não a vi passar, pois passei boa parte dela fechada em sala de reunião.

Na 4ª feira à noite fui ao cinema, assistir ‘O Turista’, com Angelina Jolie e Jonnhy Deep.  Adorei. Mas, aos mais críticos, um aviso: não é filmaço, não. Mas a minha expectativa era me distrair, ver algo leve e ele é bem assim. Charmoso, divertido. E o Jonnhy Deep,  com aquele olharzinho, foi a cereja do bolo…rs

Quanto à RA, vai indo quase bem, na minha avaliação eu podia ter sido mais firme em alguns momentos. Mas com alguns ajustes, vai ficar show de bola.

Andei pensando de novo bastante sobre o que, já há um bom tempo, tem motivado esta irregularidade, este ‘quase bom’ que aparece volta e meia, como comento sempre por aqui, já que tenho tudo para fazer o ‘bom mesmo’.

Comparei de novo a fase anterior do meu processo, na qual emagreci tanto e fui tão regular e compenetrada, tão naturalmente firme na maior parte das vezes, com a atual, que não é de hoje, nem de ontem, vem sendo capenga aqui, boa ali, capenga de novo depois e com isso não só tive estragos, como demoro a revertê-los.

Refletindo e associando as coisas a algo que ouvi bastante há alguns dias (em um determinado evento do qual participei, relacionado a outro assunto muito diferente), confirmei: eu tenho META clara, bem definida e ela é factível.  Mas os OBJETIVOS relacionados à meta não estão fortes suficientemente para que eu me mantenha também tão firme como já fui e sei que posso, preciso e quero ficar.

No tal evento, foi muito ressaltada a diferença entre META e OBJETIVO. E enquanto eu escutava e compreendia o que estava sendo passado, um pedacinho da cabeça aproveitava para ligar as coisas, associando a outros setores da vida, em especial este, do emagrecimento e manutenção de peso.

META é aquilo que queremos alcançar, é um ponto onde queremos chegar.
OBJETIVO é aquilo que iremos realizar, adquirir, com o alcance da meta. É o PORQUE /PRA QUE de batalhar para alcançar a meta. É o que vai motivar, é no que vamos pensar para nos mantermos firmes, para levantarmos no caso de um tombo e irmos em frente.

Entrei neste processo com pouco mais (alguns gramas) de 140kg, tendo como meta emagrecer. Mas, para que? Para simplesmente alcançar um número mais normal na balança? Era uma questão de marco? Claro que não.

Não foi o alcance de um peso que me fez aguentar firme por 3,5 anos de processo intenso, que em sua maioria foi de muita alegria, mas que também teve suas fases complexas, como os 2 platôs demoradíssimos que me exigiram muito em termos de perseverança, paciência, determinação, alimentação contínua da motivação.

O que me fez seguir, em situações nas quais muita gente teria desistido, não foi eu ser a bam-bam-bam do pedaço não, porque não é por aí mesmo. Foi o fato de eu ter uma lista bem grandinha de objetivos, de coisas que eu sabia que o emagrecimento me traria, de mudanças na vida prática que eu queria e merecia promover.

Eu tinha a saúde bacana, minhas taxas eram ótimas, o que atemorizava era a pressão arterial, sempre altíssima, sem eu sentir absolutamente nada. E unicamente por conta do sedentarismo de antes e do peso excessivo. Então, eu tinha como meta emagrecer e um dos objetivos, definidos bem claramente, era: voltar a ter uma pressão normal. Isso era um sonho, um desejo, para me livrar da única coisa que me dava pavor: a hipertensão. Ainda mais sabendo que não havia patologia alguma.

Eu queria comprar roupas normais, em lojas normais, mesmo que fossem G. Queria aproveitar feirinhas, liquidações, queria escolher a roupa e não mais ser refém de lojas especializadas, ser escolhida pela roupa, sair de casa com a idéia de comprar uma peça de um jeito e chegar com outra totalmente diferente, mesmo que fosse também bonita.

Queria entrar no ônibus pela porta normal e não pela de saída, como os deficientes, idosos, gestantes… Queria passar pela roleta sem pensar se novamente entalaria e passaria pelo que já tinha passado… Queria fechar o cinto de segurança do avião sem ter que pedir um extensor, e também usar a mesinha de refeições para lanchar, não precisando mais usar a do vizinho (quando era conhecido) por causa da imensa barriga e estômago, que não permitiam que a bendita mesinha abrisse.

Queria usar gargantilha sem parecer estar de coleira ou que estava tentando me matar por estrangulamento, relógios que não são de fivelas ajustáveis sem ficar sem circulação no braço, saltos mais altos e sapatos mais finos sem ferir o peito do pé e sem medo do salto ceder, como tantas vezes havia acontecido, por causa do peso.

Queria poder voltar a tratar meu problema de varizes etc. na perna, o que não adiantaria antes de emagrecer, inclusive fazer a segunda cirurgia nas pernas (que fiz em 2006).

Era uma lista imensa. Fui conquistando coisa por coisa, aos poucos, comemorando cada uma delas. E graças a Deus, eu mantive isso que conquistei.

Então, a meta é voltar ao peso que conquistei em 2006, pronto! Mas e os objetivos? Se aqueles que me motivaram tanto ainda estão aqui, a que vou me apegar? Ah, é para não piorar as coisas e acabar deixando de ter um a um? Mas é complicado dizer ao meu cérebro e ao meu subconsciente, principalmente, que ele deve me manter 100% firme para eu alcançar aquilo que… eu já alcancei! Que é para manter, que é para melhorar mais ainda, ficar longe dos riscos. Não é a mesma coisa.

Mas, é assim que tem que ser e aí, eu tenho agora um dever de casa bacana, que é o de ajustar os objetivos. Arrumar ainda mais, bem consistentes.

O processo terapêutico que será iniciado dentro de alguns dias certamente me ajudará muito nisso e em muitas coisas. Saber o que há por trás do comportamento que melhora e piora, já é um passo e tanto. Lidar com isso, transformar, fazer bom uso, é tarefa que vai me desafiar.

Estou feliz por ter admitido para mim mesma que preciso de ajuda para botar umas coisinhas no lugar. Não é simplesmente ‘voltar ao VP’ que tanto gosto, do qual sou associada vitalícia. O buraco é mais embaixo, então vou cuidar disso de baixo pra cima.

Independentemente disso, vou procurando fazer o melhor possível, apesar das falhas, não deixo a peteca cair de vez não, nada de ficar esperando isso e aquilo, terapia etc., é hoje, é agora, é como eu disse no outro post, é um dia de cada vez, sem embromação.

E aí, me dou conta de que dentro de mais ou menos 2 semanas, completarei nada mais, nada menos, que 8 (oito) anos me cuidando, me olhando com atenção, me tratando com mais respeito e responsabilidade, com cada vez mais amor. Apesar dos errinhos e errões, nunca mais eu chutei o balde e, mesmo não se devendo dizer nunca, eu digo sim: nunca mais chutarei, entrei nisso em 2003 para sempre.

Oito anos de muitos, quantos Deus me permitir nesta existência, podem crer.

Tenham uma ótima sexta-feira, um lindo final de semana e aproveitem para refletir sobre sua meta e seus objetivos. E usem isso para vencerem. Eu vou fazendo meu deverzinho de casa…
Beijo grande!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

36 respostas para Meta e objetivo

  1. Fabíola disse:

    Nossa, que lição! Adorei! Parabéns pela sua conquista!
    Bjs

  2. disse:

    Excelente essa distinção de meta e objetivo. E ótimo também que tenha repensado as estratégias para retomar o fio condutor do processo (acredito que a terapia vá ajudar bastante). Vc falou algo que tb me ocorre que é “como me motivar a reconquistar (ou manter) aquilo que já conquistei um dia”. É altamente desgastante ficar tentando reestabelecer contato com as ações que já deram certo um dia, com o mesmo empenho de antes. Estou “marinando” meu processo, na expectativa do tal “estalo” prá recomeçar com força total. Enquanto isso, vou me distraindo da comida com outras atividades, conforme vc notou. Essa tem sido minha estratégia prá essa nova fase. Bjs e obrigada pelo imenso carinho e atenção com que vc observa o que escrevo. Vc tem a capacidade de ler além das palavras. Te adoro. (smack).

    • Beth disse:

      Pois é. A gente valoriza demais ao que conquistou, sem dúvida, e quer manter. O fato é que a meta antes alcançada nos escorregou das mãos, temporariamente (no seu caso, bem pouquinho e no meu, um peso maior), mas os objetivos nós não perdemos, ainda bem. Então, como lutar com a mesma raça por algo que já temos? O que leva alguém a se esforçar continuamente, de uma forma bastante aguerrida, por um ganho que está ali, ainda, na sua mão? Haja cabeça! haha Mas o desafio é bom. A gente encara! 🙂

  3. andreia disse:

    nossa Beth! que belo post! me fez pensar também sabia ?
    nunca tinha parado para pensar a diferença entre meta e objetivo… adorei as explicações.
    ótimo dia para vc
    bjs

  4. Mari disse:

    Olá Beth, amei seu post há muitos anos de acompanho, tive vários blog’s e no desanimo parei, hj estou firme e forte e virei por muitas vezes para ter essa energia positiva que vc passa. Um abraço e um ótimo final de semana.

  5. Valquiria disse:

    Beth, sem dúvidas nenhuma sua história é linda demais, como pode uma mulher com mais de 140kg conseguir através de sua disciplina e determinação emagrecer tanto à ponto de ter um peso saudavel de novo, sem remédios e sem cirurgia é de tirar o chapéu mesmo vc merece amiga!!!
    1000(mil) vezes parabéns, sou sua eterna fãn n°1
    beijocas no coração e sucesso na sua nova meta!

  6. Carlos Nunes disse:

    Muito boa essa distinção de META e OBJETIVO. Nunca pensamos que há mesmo diferença entre essas duas palavras. E é uma grande diferença! Pensar nisso e agir de acordo dá uma motivação e tanto! Parabéns mais uma vez pela persistência e exemplo para nós! Bjos!!!

  7. Estela Máris disse:

    Beth Maravilhosa.
    Analisando minha trajetória, dia desses me dei conta de que brigo com a balança desde os 14 anos. Mas a coisa ficou séria mesmo de 11 anos pra cá, e foi aí que tive que tomar uma atitute. Infelizmente não consegui atingir a minha meta(ainda!!!)mas já estive a 3 kg dela! Eu sei que eu sou uma baita sem vergonha mesmo, porque consegui eliminar 20 kg em 9 meses, quando segui o VP e estou nesse vai e vem por falta de comprometimento. Porque sempre que eu chego perto da meta, algo em mim muda, e eu me pergunto se é isso mesmo que eu quero. É claro que eu quero, mas por que empaco? É isso que tenho que descobrir, não é?
    Então eu iniciei 2011 não estipulando um peso, mas sim querendo me sentir melhor. Desde setembro estou no Pilates,que tem sido maravilhoso, pois a mudança no corpo é visível. Então já faço uma atividade física com prazer espero em breve ver aquele número mágico brilhando na minha balança!
    Muita sorte pra nós!
    Beijão!

  8. walquiria disse:

    Oi Beth, você resumiu bem como coloco as coisas na reeducação alimentar, graças a Deus eu ainda não perdi o controle do peso, mas preciso centrar e ver que para cada ação tem um consequência de intensidade igual ou maior, então é retornar e por em mente que tudo é para o nosso bem. beijos, fica bem, paz…

  9. Rogeria disse:

    Vou ler novamente o post,é claro que entendi, mas quero absorver ,degustar as palavras e junção Meta/Objetivo!Uma otima sexta-feira para vc tb amiga!
    Bjus
    Ro

  10. Danielle Melo disse:

    Oi Beth eu revivi 2006/2007 em suas palavras pois para mim foram anos maravilhosos, lendo o teu blog todinho dia a dia, o da Lu Francesa e da Carlota ( Portugal) eu passei a querer muito emagrecer até consegui cheguei aos 59 kg mas a tonta não estava feliz queria porque queria chegar a 55kg e nada isso foi frustrando e deu no que deu nunca cheguei a minha meta, mas hoje e depois do Hipotiroidismo descobri que o que importa é estar com saúde e isso acredito que estou tendo, recebi minhas taxas e estou bobas Beth estão todas bem abaixo e super boas só não sei da Tireoide porque nunca entendo T3 t4 e TSH. Mas estou de volta com metas e quero alcançar mas acho muito dificil conseguir ter equilibrio mental sabe… mas agora vou por partes e sem me cobrar.
    Passei para te dar um beijão, adorei a foto sua com luke que grandão.
    E agora mesmo vou sair daqui e linkar o seu novo blog porque desde que vim pela primeira vez sempre tenho que entrar no antigo e assim vai e nisso confesso começa aquela preguiça infernal…mas agora não tem mais desculpas .
    Beijos beijos beijos que vc tenha um ótimo fim de semana Beth

  11. Danielle Melo disse:

    tirando os erros de quem tem preguiça de corrigir dá um desconto tá…bobas é boba e assim vai …rsrsrsrsrsrs

  12. Tatiana Costa disse:

    A nossa luta é contínua . Ontem vi uma nutri dizendo que o tratamento da obesidade não termina quando chegamos ao peso ideal, ele é para sempre …a manuntenção é mais importante que o processo em si , pq a obesidade é uma doença e não uma condição. Tropeços fazem parte da jornada, o importante é a forma como nos levantamos e seguimos em frente . Vc é um exemplo para todas nós ..que delicia ver suas fotos do antes e depois …vc é uma pessoa linda , por dentro e por fora.
    Amei visitar o seu espaço e com certeza serei leitora assídua do seu cantinho.
    Obrigada pela sua força de vontade e determinação, isso nos dá um gás enorme ….
    Bjs

  13. Bruxa do 203 disse:

    É um bom tempo e nesses 8 anos você já aprendeu e mudou muito! São 8 anos de conquistas, de melhor qualidade de vida e melhoras na sua saúde. Tomara que todas nós possamos seguir esse exemplo e manter o blog mesmo depois de chegar ao peso desejado.

  14. Ana Flávia disse:

    Gostei da nova casa Parebéns. Gostei muito desta definição entre meta e objetivo , posso colocar lá na comunidade do VP em casa? não sei se vc já participa dela, ela tb está de cara nova e criamos a VP em casa 2, estamos bem motivadas por lá. Sabe de verdade o q acho? acho q vc deveria voltar as reuniões , afinal vc pode assistir sem pagar e pesar somente 1 vez no mes é claro q deverá pagar até voltar ao seu objetivo(eheh) com a participação nas reuniões , ela nos ajuda a seguir motivadas sempre por mais uma semana, além da orientadora temos as pessoas q sempre tem trocas q nos ajudam e muito , sei lá , é apenas uma sugestão. Estou muito acima do peso mesmo indo as reuniões mas não largo do osso e este ano estou me sentindo bem forte em conseguir alavancar meu emagrecimento ruma a minha mita e meu objetivo principal : Ter qualidade de vida, viver o máximo pra cuidar de meus filhotinhos (3 e 6 anos) e é isso…. bjks e pense Antes mantendo o Foco kk

    • bethrueda disse:

      Oi Ana Flavia, me desculpe, li outro dia o seu comentário e deixei p/ responder depois, já que havia uma pergunta nele. Só que acabei me esquecendo, não repare.
      Sobre a comunidade, ñão conheço, mas pode botar sim a definição que eu obtive e que me fez pensar, acho que vai ser bom para todo mundo.
      Não garanto frequentar a comunidade, porque é raríssimo entrar no Orkut, viu? Mas acho bacana haver um espaço assim.
      Sobre o VP, voltarei sim, mais para a frente. Primeiro, estou trabalhando nas questões mais subjetivas que envolvem esse contexto da minha vida. Adoro o VP, adoro as reuniões e mesmo que tivesse que pagar tudo novamente o faria com gosto. Mas primeiro vou cuidar do que lá dentro de mim requer uma atenção especial.
      Obrigadíssima pela contribuição, conto com você por aqui mais vezes tá?
      Beijoca

    • bethrueda disse:

      Outro dia não, li hoje! kkkkk Não falei que estou maluquinha? kkkkk

      • Ana Flávia disse:

        rsrs, sem problema. É, a comunidade é quase uma reunião e até aqueles q compram o kit fazem a comunidade como grupo de apoio , sei como sua vida é corrida , dá pra perceber isso,rsrsrs, sei tb q vc vai chegar novamente ao seu objetivo pois determinação é uma coisa q não falta em vc. Uma perguntinha meio fora do assunto, vcs não fazem mais as reuniões da blogesfera light (acho q é esse nome,kk)? eu conheci a Marcele mas tem muito tpo q não a vejo e nem o namorado dela o Vinicius eu recebia os selos das reuniões e sempre tive vontade de ir , pena q tenho meus fins de semana ocupado mas sempre tentei achar uma brecha pra ir…bjks

  15. Annie disse:

    Oi Beth… primeiro a cabeça assim conseguimos cuidar do corpo… vc consegue sim!
    Sobre a lista do que a obesidade faz com a gente… a minha é longa também!
    Bom fico aqui e te desejo um otimo fds!

  16. Magali disse:

    Beth, você é um encanto mesmo! =)
    Obrigada pelo comentário! Dei uma sumida porque estava de férias em Minas e não conseguia conectar. Mas não me afastei da dieta, quando sai de férias estava com 93Kg e hoje exibo em meu corpinho rechonchudo 90Kg! Rsrsrsrs… Tive que recusar muito pão de queijo e doce de leite, como boa mineira que sou, isso não foi tarefa fácil! Hehehehe! Estou conseguido com a graça de Deus, força de vontade e muito apoio de pessoas queridas como você!
    Sua nova página está linda!
    Ahhhhhh… O Jhonny Depp é mesmo um… charme! Rsrsrsrs
    Beijo

  17. Semana passada assisti em dvd, um filme bonzinho, levinho: “cadê os morgan?”

  18. Amanda da Costa Souza disse:

    Ola minha querida amiga, brigad sempre pela força, por estar sempre com uma palavra de carinho e de fortalecimento, adorei seu post sobre meta e objetivo, vamos que vamos né sem desistir nunca adoro vc muita força e um bjo enorme no seu coração, bom domingo ok bjinhos e se cuide sempre preciso de vc ok.

  19. Elaine disse:

    Sabe que eu nunca tinha parado pra pensar na diferença entre meta e objetivo?? Pra mim era a mesma coisa…bom saber a diferença!
    Quanto ao filme, eu quero ir assistir…adoro filminhos ‘água com açúcar’, me distraio, relaxa a mente e, de quebra ver o lindinho do filme é tudibom, né?
    Beijocas

  20. Fabi disse:

    Oi querida!!Adorei ler este post!!Me identifiquei muito, pois ultimamente tento,tento e não consigo chegar àlugar nenhum, o cansaço sempre vence a oportunidade de fazer algo mais saudável.Então tenho que pensar quais são meus objetivos para chegar à meta que é emagrecer e focar neles!Valei querida, tudo de bom!

  21. Adorei as suas definições, e espero sinceramente que você consiga “se achar” e voltar a lutar (com mais garra) pelo que quer…
    Vou refletir sobre o tema também…

    Beijos!

  22. angelica disse:

    A única pessoa que pode determinar a sua felicidade, é você! aproveite o agora. Vim te agradecer o enormeeeeeeee carinho comigo e dizer que adoro você!!! tem selinho la no meu cantinho, boa semana!!!!!!

  23. Cacau disse:

    Olá Beth!
    Nossa que post! Li cada pelavra pensando em muitas e muitas coisas. Vc é um exemplo mesmo, não tem jeito de mudar isso! rs! Realmente, muitas vezes pensamos que emagrecer vai nos dar uma única alegria: a de emagrecer! Mas não é assim não, é no dia a dia que podemos perceber que emagrecer vais nos dar mais que o manequim desejado. Vai nos dar saúde, comodidade, conforto e muuuito mais. Esses resultados são maravilhosos, e só sabemos disso quando vivemos cada um deles!
    Parabéns mesmo por tudo que vc viveu e conquistou! Deus abençoe seus objetivos e metas.
    Boa semana!
    Bjão!
    Cacau 🙂

  24. Miss Slim disse:

    Oi, muito bem dito mesmo 🙂 partilho da sua opinião o que conta mesmo é ter saúde e qualidade de vida .

    Bj

  25. Lela disse:

    Brigadu pelas palavras sabias…é bom eu não esquecer que também sou de papel, tenho amigos com quem posso chorar e depois; tranquilamente seguir em frente – também por causa da meta; muito pelo objetivo*
    Penso querida, como estaria você hoje, se não tivesse tomado a decisão tão firme de “se amar muito nesses 08 anos?” posso garantir que não teria vivenciado tanta felicidade…
    Vitoriosa – mais uma vez só depende de ti “um degrau à mais” eu tô aqui pra te dar aquela força de sempre e conto com tua vitória, que também diz um pouco sobre a minha –

    Deixu beiju e muita força

  26. Tetê disse:

    Por que eu não li esse post na sexta feira? Ia ficar com vergonha de ter o final de semana que tive! Agora já foi e nem adianta ficar vermelha feito um pimentão! Vou passar a ler seu blog todas as sextas e reler nos sábados. Vou tentar pegar um pouco dessa sua força de vontade e persistência! Obrigada pela visita! Bjks Tetê

  27. Paula disse:

    Oi Beth,

    Esse seu post é muito legal, mas muito complexo também … rsss Tenho que le-lo novamente, com mais calma, para absorver tudo o que você colocou.

    Obrigada pela força lá no meu blog, seus comentários são sempre tão sábios! Valeu mesmo !!

    beijos !!!

    Paula

  28. andrea disse:

    Oi Beth querida!
    Todas as vezes que leio seus post, sempre encontro algo que se encaixa no que acontece comigo e isso deve acontecer com outras pessoas também.
    Posso dizer que já atingi a meta, mas descuidei, fui imprudente… deixei a vida me levar e pronto: dei passos para trás.
    Vejo isso acontecendo com muita gente.
    No ínicio, quando vemos que a coisa tá feia, nos empenhamos, somos regrados, fazemos tudo e de tudo pra alcançar a tal meta. Meta alcançada, vem o desleixo e pra retomar as rédeas do negócio é tão complicado…
    Lembro que na época que estava enorme (70 kilos pra uma pessoa de pouco mais de 1 metro e meio é muito peso), com falta de ar, nada me servia, tudo doía, adquiri um gás e só sosseguei quando estava com peso bem menor.
    Demorou, teve tropeços no caminho mas nunca desisti.
    Então, desde o ano passado a coisa começou a mudar e passei a andar pra trás…
    Tenho a meta de voltar ao peso ideal, mas confesso que o esforço pra isso tem sido mínimo.
    O que acontece?? Será que eu desisti de mim??
    Tive tanta força de vontade na primeira vez, pq agora tá tão complicado?
    Tenho tanto medo de voltar praquele peso, mas sei que se continuar assim, empurrando com a barriga, nada vai mudar ou pior, posso sim voltar ao peso inicial!
    Estou tentando.
    Hoje, depois de ler esse post, resolvi que tentarei com mais empenho, mais determinação.
    Vamos ver o que acontece.
    Beijos minha linda e sucesso pra vc também.

  29. Brian disse:

    Primeira vez no seu novo blog. Muiiitoooo melhor do que o anterior.

    Eu ri do “suicídio com a gargantilha”.

    Quando você fala sobre alcançar os 8 anos, confirma dentro de mim que a RA (sigla tão em moda ultimamente) deve ser uma “forma de vida”, ou seja, não é temporária. É mudar o que pensamos sobre nós mesmos e de como queremos viver.

    Abraços!

  30. Gabriela disse:

    Oi Beth! Que saudade de você! Minha inspiração!
    Nossa ficou lindo seu blog de cara nova, charmoso! Adoreii…
    Sempre que leio seus posts, eu me animo um pouco mais, estava ausente do blog e da RA por uns tempos, relaxamento =(
    Mas agora estou de volta! E nada melhor que vir aqui pra se animar ainda mais!!

    Beijos =D

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s