Acreditando, fazendo, deixando fluir…

No sábado cortei meu cabelo. Me entreguei de novo, de olhos fechados, à tesoura do Milton, meu anjinho cabelereiro que entende como ninguém o que preciso, pois ele lê a minha a alma…rs Sempre acerta.

De novo cortei de costas para o espelho, enquanto a manicure fazia meus pés e mãos, pois confio totalmente nele. Só vi o resultado quando ele terminou.  O meu cabelo é liso e muito fino, e vinha se ressentindo ultimamente das freqüentes pinturas, inclusive reflexos e luzes. As pontas estavam ficando meio espigadas, algo que jamais tinha acontecido antes e eu assustei.

Ele avisou que eu precisaria de um corte mais curto e tradicional, menos repicado, para tirar as pontas mais ‘ressentidas’, mas mantendo a leveza, o ar jovial (até porque já começando o segundo tempo dos meus 54 anos, isso faz parte dos requisitos).  🙂

Adorei o resultado, embora ele deixe meu rosto mais bolachudo (ou, pelo menos, mostre mais…), mas isso é detalhe. Cabe a mim continuar na linha para emagrecer e afinar o rosto, entre tantas outras partes do corpo, certo? O maridão amou e já falou isso mil vezes, que bom. E eu sem uma foto bacaninha para mostrar, vou tentar tirar uma  legal.

O fim de semana foi gostoso, renovador. Estive com amigos queridos, curti maridinho, cachorrinho, peguei sol, passeei, dormi, descansei e… me alimentei bem.

Desde que retomei a disciplina, o único dia em que a nota não foi 10 foi no sábado, mesmo assim eu vou me dar 8. Mas para o andar da carruagem, foi um 8 com gostinho de 10. É que fui a um aniversário à noite, onde comi  salgadinhos e 3 docinhos. Só que eu me preparei durante o dia para poder saborear algumas coisinhas mais ‘heavy metal’ na festa.  Ainda assim acho que eu poderia perfeitamente ter comido menos um pouco. Mas foi bom.  Tomei coca zero e depois fiquei na água.

No domingo, compensei lindamente os salgadinhos da noite anterior, fazendo um dia bem light, bem bontinho mesmo. Marido se empolgou e declarou que também quer ficar na mesma linha, não só para incentivar, mas porque está impressionado (e se motivando) demais com a cada vez melhor forma de um amigão nosso, o Rick , que está dando show de bola, junto da nossa queridíssima Janinha, que está filé mignon (na grelha, claro, amiguinha! Rs).

Aliás, esses dois têm sido atualmente meus inspiradores. Cada vez que estou com eles tenho uma vontade imensa de fazer cada dia melhor que o anterior, para sentir de novo essa alegria que eles estão tendo, merecidamente, com os resultados obtidos e tudo que isso está trazendo de bom para eles.

Não, não é inveja, nem branca, nem azul, nem douradinha, tá? É admiração, respeito, curtição mesmo, associados ao profundo carinho e amizade verdadeira que eu e o Vi temos por eles.

E continuo tranquila, hoje de novo sei que vou concluir com nota 10. Um detalhe: não é que todo dia tenha que ser nota 10. Mas é que eu estou  me propondo ao melhor. Se algo não sair como esperei, se falhar, porque sou humana, se houver algo imprevisto e a nota for outra, tudo bem, faz parte.

Esse meu novo campeonato terá muitas partidas, sei que é jogo a jogo, então a cada partida estou entrando em campo para jogar bem, para vencer, e se der eu quero golear.

No livro ‘A semente da vitória’, o autor Nuno Cobra cita isso de forma muito contundente e convincente.  Peço licença a ele para colocar aqui um pedacinho de nada, mas bem legal, do que ele menciona no livro (os destaques em alguns trechos eu que fiz, pois são especiais para mim):

Ultrapassando limites

Quando colocada a nosso serviço, a emoção nos permite realizar algo sempre além do que a princípio nos julgamos capazes. E quando alguém acredita que pode, pode. Não precisa necessariamente ser o melhor, basta acreditar que pode ser o melhor. Então as coisas que me aconteceram, tudo o que vivi, me fizeram crer que, se alguém se acha capaz, não precisa de mais nada. Mas também não adianta todo o restante do mundo acreditar que ele é capaz se ele próprio não achar isso.

Esse acreditar tem de ser absoluto. Não se pode vacilar. “E se justo nesse dia eu não estiver bem? Se o desempenho não for bom? Se a performance cair?”. Este “se” não pode existir nunca. Simplesmente faça! Não pense! Deixe fluir do fundo de sua alma essa intuição magnífica que nos empurra pra frente. A vida conspira a nosso favor – nós é que conspiramos contra a vida. Mas quando você se põe a realizar um objetivo, algo ocorre no universo que o impele em direção à vitória. Essa é a sincronicidade que nos rege, na qual muitos ainda não acreditam.

Quantas vezes tive pupilos tenistas que perderam o jogo porque duvidaram, porque permitiram que o “se” minasse sua certeza de vitória. “E se a minha esquerda não sair? Eu nunca consigo mesmo! E se o meu saque não entrar!?”.

Como o cérebro é burro, tudo o que a pessoa fala o cérebro anota e providencia – e então não consegue acertar mais nenhuma esquerda, os saques não entram, porque ela se programou para dar errado.

O cérebro é uma grande força a nossa disposição. O que quero deixar claro é que acontece um verdadeiro milagre quando você leva ao cérebro uma certeza com emoção. E assim é em qualquer assunto da vida. O impossível é algo que é impossível que passe a ser possível. É necessário quebrar os tabus, derrubar os paradigmas. Se estes acabam, pode-se alcançar o que quiser.

Quando as realizações concretas com o corpo ocorrem, tornam-se muito fortes em nossa emoção, fazendo-nos entrar em uma outra dimensão espiritual. Abrem-se infinitas possibilidades.

Você tem de acreditar, dar o melhor que pode e deixar fluir. Nós nascemos para a vitória, não para o fracasso. Atingindo esse ponto, não há mais com o que se preocupar, porque a vida conspira sempre a nosso favor. Jamais duvide disso!

(A Semente da Vitória, de Nuno Cobra, págs. 45-47)

É isso aí, gente boa. Inspirador, não? Então, que tal jogarmos bonito, confiando, acreditando, deixando fluir? Eu estou nessa, de verdade. Beijo grande, vamos em frente, maravilhosa semana para todos nós!!!!!!!!!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

23 respostas para Acreditando, fazendo, deixando fluir…

  1. Jana disse:

    OI? Morri? Tô no Nosso Lar? Como assim, meu nominho no ost da Beth??? Vou emoldurar Eba!!!!! Querida, a inspiração vem daí pra cá e não ao contrário. Não importa quantos percalços vai passar ou passou, A sua história não se apaga! E por não se apagar, teno certeza que é só limpar a poeira e retomar de onde parou que o caminho vc já conhece! Brigada pelo carinho viu? Acho que vcs já sabem que é recíproco! BJs

  2. Cátia disse:

    Oi amiga do meu coração…Tenho a certeza que você está linda…Você já é…com um corte de cabelo novo só pode ficar melhor!! Pelo que vejo você está retomando bem sua caminhada…eu estou mais ou menos, uns dias melhores, outros piores! Mas sempre recomeçando quando dou uma descida! De resto te desejo toda a sorte querida! Espero que esteja tudo ótimo..Beijinhos grandes

  3. Oi Beth. Maior do que qualquer doce, deve ser nossa vontade (seja ela qual for), né?

    Obrigada pelas palavras lindas, e pelas visitas.

    Mil beijos,

  4. Ah nem, faltou foto do visual novo.
    Beijos gatona!!

  5. Vanessa disse:

    Oi Beth!!!

    vc sempre me alegra com suas palavras, viu sua linda!

    e um texto como este, é muito bom de ser lido para recuperarmos o astral positivo e a coragem para continuar trilhando o caminho certo, realizando nossas metas. Obrigada.

    agora… qto ao corte de cabelo… aiii, estou doidinha para cortar também… até coloquei como meta para este mês…rsss… quero loguinho ver sua foto!

    é tão legal ter casos de sucesso para se inspirar, não é mesmo… uma motivação a mais, pois com casos de sucesso ao nosso lado percebemos o quão tangível são nossas metas…

    beijussssssss, e ótima semana light!!!

    http://www.vanessaorecomeco.blogspot.com

  6. Fanta disse:

    Menina…esse texto é para levatar qualquer astral né?
    Mas faltou uma coisinha… foto do corte de cabelo né?
    Trate de postar, viu…rs
    Quanto aos docinhos, vc foi guerreira em comer apenas 3… qdo vou a festinhas, me entrego aos brigadeiros….rs
    Parabens!
    Bjs diet,
    Fantinha.

    • Beth disse:

      Tenho uma vantagem, Fantinha: DETESTO chocolate, então brigadeiros para mim são só ‘enfeitinhos de mesa’ ! kkkkkkkkkkkkkkkk

  7. Isa Lindote disse:

    Beth, primeiramente: obrigada pelas palavras lá no blog. Quando passei pela situação da roleta, foi impossível não lembrar de quando vc contou o seu episódio. E não fiquei triste, no fim das contas, porque eu sabia que podia acontecer – o espelho e a plenna não mentem. Gostei do post motivado, vamos que vamos! bjs

  8. teresinha disse:

    Beth, parabéns por esa semana nota 10 ( o 8 não baixou a média, não!). Fica devendo a foto con o nôvo corte!
    Um abraço.

  9. Nanda disse:

    Bem que também estou precisando mudar o corte do meu cabelo! Preciso criar é coragem…rs – Beijos e mais uma bela semana pra gente. Ahhh, tem foto de Gigio lá na caverna. Inté.

  10. Rosana disse:

    Oi Beth,

    Eu li o livro do Nuno Cobra há alguns anos atrás, gostei demais e sempre recomendo aos meus filhos, que ainda no auge da adolescência não se animaram a ler.
    Ele fala em mudar de fora para dentro, ou seja, cuidar do corpo para atingir a alma, o equilíbrio interior, e eu acho essa abordagem completamente diferente de tudo o que estamos acostumadas a ler não é?
    Beijose ótima semana!
    Rosana

  11. Giovana disse:

    Estamos juntas nesse jogo e vamos vencer o campeonato.
    Bjimmmm

  12. disse:

    É isso aí, Beth, tá tudo na cabeça. Ela manda. Mas aí eu sempre fico em dúvida. Quem é que manda nela? A gente? Então temos duas cabeças, uma que pensa e outra que age? rsrs. Coisa louca, eu hein? Obrigada pelo e-mail e pelos parabens lá no blog. Já deixei a casa pronta prá ir voltando ao pique de postar aos poucos. Acabei voltando antes do que esperava pq o maridão tem entrado no blog prá ver as novidades qdo está muito tempo longe de casa. Aí eu aproveito e envio meus recadinhos, rsrsrs. A verdade é que eu gosto muito disso tudo aqui, com ou sem emagrecimento na parada. Bjs e ótima semana prá vc tb.

  13. Tetê disse:

    Oi Beth… tô desanimada, amiga… está difícil de superar a história de Realengo. Fiquei assim quando o menino João Hélio foi arrastado pelo carro. Custei a aceitar. Na época, encarei como alguma ligação de vidas passadas com ele mas agora estou sentindo a mesma coisa. Passo o dia aérea e vou fazendo as coisas por fazer. Amanhã espero melhorar com a reunião da SNI. Acho que preciso entender(será que tem explicação?) para superar! Imagina os pais, avós, irmãos, amigos… mas vou conseguir! Muito bom esse trecho que você postou do livro! Ah… gostei também da “notinha” no fim do post! Será que lavando o cabelo com detergente dá certo para eliminar a gordura? rs…rs…rs… Bjks Tetê

  14. ♥ Cris disse:

    ahhh quero ver cabelinho novo ;( bota fotinho hein?! eu sempre ouvi dizer que cabelo curto vicia, mas não pensei que eu ia cair nessa, já cortei o meu de novo e serio mesmo que tô ensaiando um joãozinho, quanto ao rosto ‘bolachudo’, o meu é quadrado, digo que sou um divino exemplar da bolacha passatempo (sabe? aquela quadradinha???) mas vc tem razão amiga, quem disse que eu ligo?? a gente se renovada, eu gosto de mudar alguma coisa no cabelo em cada nova fase da minha vida, é como se o cabelo que cai levasse junto as limitações que a gente tem…

    Quanto ao Nuno Cobra, sou fã dele, li os livros, acompanho o site, adoro a filosofia simples e eficiente que ele prega, aliás, foi por causa dele que comecei a fazer exercicio de respiração, meditar e tomar banhos mais frios…rssss….interessante que enquanto a gente lê o livro sente uma disposição de mudar, será que não é o caso de eu ler de novo?? uma boa né?

    Voce foi nota 10 sim amiga, lembrei do conselho da nutricionista quando tava passando minha RA: “se vai numa festa, prepare-se antecipadamente e se exagerar, no dia seguinte retome o controle, lembre-se que a festa já acabou”

    Achei um luxo seu marido querer acompanhar, além de ser bom pra saude,é ótimo pro relacionamento, o Edu só fez isso quando eu emagreci os 20kg, se empolgou tanto que queria fazer o mesmo, mas como os resultados demoraram pra aparecer (porque ele fica sem mim, mas sem doce nem pensar….kkkkk) acabou desistindo…mas não desisto, ainda consigo colocar meu marido pra malhar e comer melhorzinho…rsssss….e sobre o casal, não é inveja amiga, ao contrário, a gente admira tanto que se inspira a fazer o mesmo, eu sou assim, quando admiro alguem quero saber tudo sobre a pessoa…rssss…porque voce acha que te acompanho a tanto tempo???

    Então amiga, vou parar por aqui, mas se pudesse escrevia mais (então porque não escreve no teu blog Cris???) – desculpa o exagero tá?

    Te amo e admiro muito!

    Beijão

  15. Paula disse:

    Oi Beth,

    Maravilhoso seu post … Que bom te ver tão animada e focada ….

    Esse negócio do cerebro atender o que a gente pensa é um negócio muito interessante né?

    To, desde o começo do ano tentando desprogramar o meu do “já que” … to indo devagar, mas, desde janeiro nunca mais tive um descontrole que me deixasse arrependida de ter comido o que comi … to me esforçando, tenho muita fé que devagarinho eu vou chegar lá …

    E você com seus comentários lá no meu cantinho me ajuda muito, valeu mesmo !!!

    beijos !!!

  16. Lisa disse:

    Beth, nosso enrosco com o peso em excesso deve-se à necessidade que sentimos de obter gratificação imedita a todos os nossos desejos… um desejo puxa outro e outro desejo se chama gulodice… é a imaturidade do nosso ego tomando conta de nós… seja lá a desculpa que quisermos dar… seja lá a verborragia que usemos pra justificar, é simplesmente a ação do ego imaturo dominando nossos propósitos bem intencionados.

  17. Lu Pinheiro disse:

    Oi Linda Flor…
    Como sempre tão presente no meu cantinho…
    adoro suas palavras de carinho e incentivo, vc é demais…
    ahhh queria ver o cabelinho, deve está um luxo…
    bjs da Nega

  18. Andréia disse:

    Oi Beth adorei o heavy metal, eu não estou me permitindo nenhum dia sequer saborear coisas purpurinadas, e estou bem, já se foram 8 quilos e não os quero de volta!
    Amei o trecho do livro Nuno Cobra.
    bjokas no ♥

  19. LuRussa disse:

    Beth querida,estarei sorteando algumas coisas bem legais no mês de aniversário do meu blog,

    entre lá e veja como seguir e participar.

    Conto com vc !

    bjos !!

    LuRussa

  20. Lela disse:

    Oi linda!

    quero ver o novo corteeeee!

    Tenho esse livro do Nuno e desconheço se ele escreveu algo melhor
    Cada passagem
    cada trechinho
    aos pouquinhos também foi mudando minha cabeça…

    Sei que vc consegue, mulher forte*

    (Te espero nas bancas)
    Rs!

    Beiju

  21. Edite Lima disse:

    Olá Bete, como sempre texto leve e agradável de ler. Vc já leu “O segredo”? Ele explica bem essa quesão do universo se mover à nosso favor. Como vc disse, pense positivo e as coisas acabam acontecendo.
    Ah, cadê as fotos do visual novo?
    Bjs e boa semana.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s