O pingo de leite etc.

A forma como valorizamos as coisas define como vamos agir. E nesse processo de reeducação, que é muito mais de vida do que simplesmente alimentar, isso pesa, literalmente, muito.

No meio da semana passada, após almoçar uma comidinha leve, balanceada, bem legal mesmo, senti muita vontade de comer um docinho. Mas era uma coisinha à toa mesmo, algo só pra dar aquele ‘tchanzinho’ no paladar. Não tenho isso todo dia, as frutas dão conta direitinho do recado, a gelatina também e, quando sinto vontade, faço um docinho improvisado c/ uma porção de fruta e adoçante culinário numa boa e me sacio sem dificuldade. Ou compro uma sobremesinha light ou diet, se for o caso. Mas naquele dia queria um ‘açucarzinho’ básico.

No Centro, onde trabalho, há uma infinidade de barraquinhas pelas ruas vendendo balas, chicletes, docinhos, chocolatinhos (eca!) etc. É raríssimo eu parar para pegar alguma coisa. Então, eu resolvi comprar um pingo de leite. Exatamente esse aí da imagem ao lado.É pequeno, vale 1 pt pela calculadora do VP e é bem gostosinho.

Cheguei na barraca e perguntei: ‘Moço, quanto é 1  pingo de leite?’ Ele disse: ‘ É 8 por R$1,00 ‘. Respondi: ‘Não, eu quero saber só quanto é um, só 1 unidade’. E ele: ‘Faço 4 por R$ 0,80’.  Insisti: ‘Moço, eu quero um só, é um pingo de leite!’ E ele simplesmente deu as costas pra mim, tinham que ver a cara dele, devia estar me achando uma muquirana! E eu? Fui embora, ué! Quem decide quanto vou comprar, comer etc. sou eu e não o cara né?

Aí parei em outra barraca e perguntei: ‘Moça, quanto é um pingo de leite, um sóóóóó (enfatizando bem)’ e ela começou a responder: ‘R$ 0,15, mas…. ‘
Interrompi rapidamente, nem a deixei completar, avisando: Só quero um mesmo!’

Peguei e paguei o meu docinho, e comi com prazer. E nem foi todo, porque estava meio mole e 1/3 dele grudou no plástico, eu não queria ter que lamber o plástico e joguei aquele restinho fora. E fiquei muito satisfeita. Primeiro, porque comi o docinho que estava desejando e depois, porque não cedi a um apelo que é tão comum e que se a gente não pensar antes um segundinho que seja, acaba se estrepando.

Eu queria um único doce, por que levaria 4, 8, 10? Para economizar quanto? Os R$ 0,20 de diferença lá na primeira barraca me fariam mais rica ou mais pobre? Não, certo? Porém, comer um único e mais que suficiente pingo de leite ou comer 4 ou 8 faria toda a diferença para mim. Colocaria muito mais açúcar pra dentro sem necessidade, seriam até 8 pts consumidos assim, à toa, de forma muito besta, e para que isso não esculhambasse o resto do dia e da semana eu teria que replanejar consideravelmente o cardápio do período.

Mas, o pior mesmo, seria a insatisfação por não ter sido mais firme, mais sensata. Todo mundo sabe que não sou paranóica, que não sou favorável e nada radical e se quiser comer um doce de verdade, vou comer sim.  Mas tem coisa que não tem sentido.
Nem vem com aquela história de ‘vou levar 8 porque sai mais barato, mas só vou comer 1’.  Balela. Até pode acontecer, sou capaz sim, mas a probabilidade, sendo bem honesta comigo mesma antes de tudo, é de comer mais que 1. Mesmo que eu dê um para um colega, outro para outro, acabarei consumindo mais do que tinha pensado e precisava. Ou seja, desnecessário.

Já aconteceu de comer 10, sem perceber, uma vez, enquanto trabalhava até mais tarde, já há mais de 1 ano (tinha ganho de um amigo um saco com a dezena de pingos… pinguinho com pinguinho dá pingão!)

Além disso, é a questão de saber dar valor mesmo às coisas. Se for para consumir um monte de doce de uma vez, não vou atacar pingo de leite, vou logo comer um doce maravilhoso, lindo, daqueles que a gente vai saboreando e tendo orgasmos múltiplos  e pronto, ué! E não ia ficar me sentindo uma anta, porque teria feito aquilo que tinha realmente planejado, com muito prazer e pronto.

Então, a dica que deixo aqui, e não é pela primeira vez, eu sei, é esta: pense bem no real valor daquela ‘oferta’ antes de cederem. Não se enganem, principalmente, consigo mesmos. Pensem no que realmente estará configurando lucro ou preju! Se é para economizar uns centavos, então economizem uns gramas, poucos que sejam, no final das contas eles fazem diferença. Sem neuras, sempre digo. Mas também sem bobeiras que trazem muito mais insatisfação do que prazer.

Bom, e aí, como foi o fim de semana de vocês, hem? O meu foi legal. Com direito a passeio gostoso na praia, na companhia do Luke que se esbaldou, mais uma saidinha na noite de sábado e, no domingo, churrasco na casa do meu irmão, batendo muito papo, rindo, curtindo a família e em especial o sobrinho-neto Miguel, cada dia mais lindo!

Comi com moderação, dei uma repetida na farofa e na maionese, embora eu não goste de maionese em churrasco, sempre acho que não combina muito, mas é coisa minha, essa estava bem gostosa. De forma geral, neste fim de semana me mantive no controle, aliás, para ser sincera, nem tem sido necessária tanta concentração, eu estou com um comportamento legal de forma bem natural, espontânea. Que bom.

Continuo me vendo nas fotos e me achando imensa (e estou, sim), o espelho diz uma coisa e a foto outra, isso é chatinho! Mas, tenho percebido nas roupas, semana após semana, significativas diferenças. A calça de de um biquíni que vesti ontem foi uma grata surpresa, essa estava muito justa, horrorosa mesmo,  há pouco tempo. A ponto de eu ter que trocar, muito p da vida, diga-se de passagem, e ontem, ficou boazinha, quase larga! E quando o Vicente foi amarrar a parte de cima para mim, comentou que a marca do nó já deu diferença de 3 dedos!

A blusa que vesti por cima para darmos a caminhadinha estava bem mais agarrada no abdômen ainda outro dia, e ontem ela desceu suavemente, ficou até mais comprida.

Tem sido assim e assim vai continuar sendo. Há chão pela frente. Mas, cada dia que passa, eu sinto os meus passos mais firmes, mais certeiros e esses passos, eu reconheço, são os meus passos. Essa sou eu, de verdade, andando com determinação para onde quero voltar e estou fazendo de verdade por merecer. Não importa em quanto tempo, importa que estou indo, indo, indo.

Parece rolo, mas não é. Comprei há mais de 2 semanas a pilha da balança, esperei passar a TPM para poder pesar, enquanto isso deixei o pacotinho dentro de uma bolsa, aliás, pensei ter deixado. O fato é que não sei onde está a pilha, a bendita sumiu. Não tinha revirado tanto assim as coisas, mas hoje eu e o meu marido já vasculhamos tudo e não achamos mesmo. Nesta segunda-feira vou comprar outra, que coisa!

Beijos, bom domingo e excelente nova semana para nós!

Update: ESTÁ CHEGANDO O DIA DO ENCONTRO LIGHT DO POVO BLOGUEIRO DO RJ!!!! VOCÊ JÁ SE INFORMOU??? VAI PERDER ESSA MESMO???

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

22 respostas para O pingo de leite etc.

  1. bartira disse:

    a d o r o pingo de leite. e sempre aceitava as promoções e comia uns 8 de uma vez. hahahaha. vc é uma linda mesmo, parabéns. sigo sempre seu exemplo 🙂 boa semana amiga e obrigada sempre!!!!

  2. Aqui a gente chama de tijolo de leite, rsrsrsrs
    O pior, é que tem assim separadinho não, ele vem em barras…
    É uma coisa boa demais…
    Por isso é melhor nem querer provar, pois é perigoso cortar um pedacinho e a barra tá ali, toda ao seu dispor, provocativa, doce e deliciosa, rsrsrsrsrs
    Uma boa semana pra vc, minha lindona!!!
    Beijocas

  3. Dani disse:

    Olá Beth,

    Antes de tudo quero agradecer o comentário lindo que você fez no meu blog no post do meu aniversário de casamento, fiquei muito emocionada e muito feliz, obrigada!!!

    Você está mais que certa, temos que procurar economizar nos nossos graminhas a mais e não em mero centavinhos. Uma vez a minha supervisora do VP disse que é lei e que não temos que nos envergonhar de pedir um porção menor de um prato ou para retirarem algum ingrediente, mas eles sempre fazem cara feia, mas é obrigação, temos que exigir, é um direito do consumidor e as cabeças têm que mudar.

    Um grande beijo

  4. Oi Beth. Demorei mas cheguei por aqui e já estou te acompanhando! Adorei o seu jeito desenvolto de escrever, me senti deslizando enquanto lia seu texto. E como concordo com ele viu? Me identifiquei bastante e utilizo essa regra no meu dia a dia. A vontade é de um doce, de um salgadinho, um já satisfaz e o segundo tem exatamente o mesmo gosto do primeiro, e então completamente desnecessário. Não é só pq uma caixa de chocolates se apresenta daquela forma que temos que devorá-la inteira.

    Muito bom o texto.

    Bjs

  5. Walquiria disse:

    Oi Beth, faço essa estratégia, não compro o que não posso ficar comendo, pois sei que se tiver chocolate desce, doces na hora da fome emocional também, assim evito ter em casa ou comprar. Engraçado, você está tendo o mesmo problema que o meu, anorexia contrária, olha no espelho e se acha magra, rsrsrsrsrsrsr, mas quando tira uma fotografia, meu Deus! Beijos

  6. Cátia disse:

    Oi minha querida, espero que esteja tudo bem! Passei para dizer mais uma vez que adoro os seus textos…Gosto tanto de lê-los…e é mesmo muito bom quando vestimos uma roupa e fica mais larga, dá uma sensação tão boa 🙂

    Beijos querida*

  7. Olá,
    Exatamente como eu tento me comportar! por enquanto ainda não estou no nível de comprar uma caixa de bis e comer apenas 1, logo prefiro comprar só o que sei que está dentro do orçamento (calórico).
    Boa semana para nós!

  8. Clara Miranda disse:

    Isso Beth!
    Muito bem!
    Eu raramente caio nessas, exceto quando são de bala, aff, eu adoro uma bala. Na verdade, não caio não, eu QUERO mesmo as 10. Sou safada, né? huahuauhahua
    Pingo de leite é uma coisa que não enche meus olhos, sabia?
    Beijinhos!

  9. Jana disse:

    Olha, essa balança tá querendo te sacanear…até pilhas ela comeu???? hehehehe O pior é que isso acontece toda hora aqui em casa. Existe um buraco negro que ‘engole’ as coisas aqui em casa e ninguém sabe onde vai parar.
    Quanto ao pingo de leite, sei bem o que é isso. Já cansei de levar cara feia de camelô por que quero um item e não o combo da promoção. É isso aí minha dinda, força na peruca!!!! Bjs

  10. Karina disse:

    parabéns pelo bom comportamento. Sempre em frente. Beijos.

  11. Lela disse:

    Oi linda,

    Estou firme pro Encontro de Blogueiras, com certeza!

    Beiju grande e boa semana

    (tb peço só um pinguinho…rs)

  12. Marjorie disse:

    Beth, adorei tua “técnica”. Acho que não teria parado pra pensar e teria pego os 8… 😦
    Ainda bem que não tem dessas barraquinhas por aqui… rs
    Beijos

  13. Gostei da sua comparação. Realmente não vale a pena correr o risco, você até podia guardar os outros 7 ou 9 para dar para alguém ou deixar para outro dia, mas as vezes a compulsão nos deixa cegas e para quê correr esse risco né?

    Legal você falar que não está sendo sofrida essa sua fase!

    Tenha uma ótima semana!

  14. Taty Carioka disse:

    Beth
    Pingo de leite e Paçoca…adoro!!!!!!!!!!!
    Que poder,vc só comeu um!
    Legal que as meninas cariocas vão se reunir novamente
    Esse friozinho,hein?
    Casa de veraneio num presta pro frio,viu
    Entra uma ventania pelas frestas…ninguém merece!
    Tô caminhando (Vi no Medida Certa o Zeca e Renata caminhando pela orla)
    Aí pensei…pô tem orla aki pertinho e de graça!
    Sai da academia (em Cabufa eu não me entendo com academia)
    Pegando leve nos carbos (tava exagerando)
    Tô de casinha nova!
    Tudo de bom pra vc!
    Beijaum

  15. Alisson disse:

    Oiii, Lindona!1

    Ai, ai, ai… adoro pingo de leite e admiro a sua capacidade de fugir das armadilhas. Tenho certeza que eu compraria a promoção em dobro, aff…
    Adorei o paralelo entre aprender a dirigir um automóvel e dirigir a própria vida. Parece-me uma aula de um grupo de emagrecimento, sempre aprendo contigo.
    Ah, se eu pudesse ir ao Rio neste momento, não perderia por nada esse encontro. Faz uns 5 meses que não aterrisso por aí. Saudade da Cidade Maravilhosa!
    Beijão no seu coração.

  16. Mylla Moura disse:

    Beth,
    Vc como sempre arrasando com seus textos.
    Eu tb sou assim. Não costumo ceder aos apelos das ofertas. Nem sempre vale a pena levar lotes de produtos só pra aproveitar a promoção. A economia não está apenas no valor a ser pago, e sim no real uso do produto. Naquele momento, o seu real uso do produto era apenas satisfazer um prazer em poucos segundos, beliscando o pingo de leite, ou seja, levar o lote não valeria a pena.
    É muito importante sabermos dar o devido valor a cada Real (R$) que conquistamos com o nosso trabalho e não deve ser assim, como vento que ele deve ir embora, cedendo aos apelos de um vendedor ambulante que provavelmente lhe virou as costas por não saber fazer contas e calcular o valor unitário do pingo de leite.
    Fiquei feiz por ter vestido peças que antes estavam justas e agora lhe caíram perfeitamente bem.
    (Tb sou do time que acha que churrasco não combina com maionese rs)
    Beijokas ♥.

    Mylla Moura.

  17. Dani disse:

    Beth por incrível que pareça eu não gosto de bala, chiclete, sorvete, bomba e um monte de coisas que tem fácil na rua, mas o que vc expressou no post me fez pensar…sabe que ultimamente tenho feito isso com chocolate , antes tinha no congelador mas hoje não deixo mais pois sei que como além do que deveria e quando vem a vontade louca vou em qualquer lugar e compro uma barrinha de 20grs e pronto já me dou por satisfeita.E nisso estou aprendendo a me controlar ( eu era chocólatra até fazer a promessa de ficar 1 ano sem comer e depois deste tempo voltei moderadamente, na verdade está sendo muito raramente a vontade que sinto de querer comer.) E sempre opto pelo amargo ai é satisfação total e garantida.
    Beth te deixo um beijão
    Dani

  18. Brian disse:

    Não conheço pingo de leite. Acho melhor nem querer conhecer..s.rs.rs. Quanta tentação por um preço tão baixo.
    Aliás, vi outro dia alguém dizendo que um dos problemas dos pobres no Brasil é a obesidade. Fiquei impressionado! Mas os alimentos que só entopem o estômago são bem mais baratos.
    Saúde!!!!

  19. Hellen disse:

    Com certeza eu teria cedido e levado tudo sem pensar! Porque a pressa é inimiga da perfeição mesmo neh! Quando o vendedor viesse com a lenga lenga eu ja teria mandado o um real pra la e os pingos de leite pra ca e claro que acabaria comendo mais de um sem prestar muita atenção…mais uma vez a dica foi muito preciosa e vou passar a ficar atenta com esse tipo de coisa. Beijos

  20. Electra disse:

    Beth,
    Gostaria de ser controlada, assim como vc, nos doces e cia!
    Mas AMO doces e (especialmente chocolate) e a cosa fica mais difícil a cada dia.
    No inverno então a vontade triplica…rs
    Mas ainda bem que tenho seu blog para ler e me inspirar!
    (Que pena não poder ir ao encontro de vcs….lonjura!)
    Bjos

  21. Lela disse:

    Beth,

    Onde será o Encontro???

    Beijussssss

  22. Edite Lima disse:

    Pingo de leite…uma delícia. Faz tempo q não vejo deles por aq. Mas o episódio q vc narrou serve p/ outras situações na vida tb. “nunca comprar mais do que aquilo que vamos consumir”. E às vezes o fazemos, para aproveitar a oferta ou por imposição mesmo. Vc é mesmo determinada. Um belo exemplo a seguir. \Bjs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s