Encontro light sábado / Notícias

Pra começo de conversa: Gente boa, tem encontro light carioca no sábado, quem vai? Já pegaram o endereço? Já se informaram direitinho? Mandem e-mail para o end. que aparece aí no selinho!

Agora as notícias:
A semana segue bem, no geral.  Passei por uma situação de estresse, algo que causou grande apreensão e  nervosismo em mim e no meu marido, mas fiz o que sempre faço nas situações mais críticas, quando me sinto impotente: conversei com Papai do Céu, papo federal mesmo, entreguei a Ele. Pedi luz, tranquilidade, ajuda. E está vindo, claro! Pedi para quem é realmente poderoso não é? Aos poucos, já há uma luz no fim do túnel e logo essa situação estará bem encaminhada, tenho confiança nisto.

Nem assim eu saí da linha. Toda a angústia que senti e os demais sentimentos e sensações que vieram a reboque não foram suficientes para me empurrar para o lado contrário ao que eu quero seguir e por onde tenho ido firmemente, já há 67 dias corridos.

Em nenhum momento tive ímpeto de comer algo a mais por estar nervosa, receosa do desenrolar da coisa toda, não misturei alhos com bugalhos. E nem foi preciso parar e pensar, fazer esforço. Foi natural.

Me dei conta disso, mais claramente, anteontem, justamente quando comecei a ter sinais de que tudo poderia ser resolvido de forma mais amena. E aí, notei que não comi sentimentos, não belisquei medo, não tentei sufocar aquela tensão toda com nenhum alimento fora de hora ou fora de limite.

Esse é mais um indicador, importantíssimo, do quanto estou efetivamente encaixada novamente no meu processo, de uma forma super hamorniosa, espontânea. Como tenho dito ultimamente, me reconheço, me enxergo de novo como a Beth que sei ser, que gosto de ser, que quero ser nesse contexto. Enfim, a Beth que sou.  Ai, isso é bom!

Nesta semana ainda não percebi no espelho mudança no corpo, mas notei, ao ‘me pegar’, que nas laterais e nas costas algo está mais murcho do que na semana passada. Como já sou ‘passadinha’ (rs), ficar mais ‘mole e murcha’ no meu caso é um excelente sinal, significa que há menos banha naquele pedaço. É mole? kkk É sim! kkk

Também hoje trabalhei com uma calça que há poucas semanas estava muitíssimo justa, correndo risco de estourar o fechecler, como aconteceu em abril com aquela preta. Mas no dia que a provei, ‘conversei com ela’ e expliquei que ela tinha até 3 semanas para ficar direitinha. Como é uma calça esperta (kkk) ela entendeu o recado e hoje, cá estou eu com ela!  🙂

Fecha bem, não incomoda, está legalzinha. Mas pode ficar melhor. Não está nota 10, mas está nota 8 e em breve estará de novo perfeitinha, isso é mais que certo. Até porque na verdade quem faz acontecer sou eu, e não ela! E eu estou fazendo a minha parte, totalmente.

Estou levando tudo numa boa adiante e percebendo, efetivamente, pouco a pouco, os benefícios no corpo. Mas, o estrago foi feio e, naturalmente, nem com tudo que já progredi nesses 67 dias estou bacana, há banha pra caramba para vencer. Mas, uma parte já foi e o resto irá também.

O fato é que estou, ainda assim, com algo em torno de 20 kg extras. Eu falo ‘algo em torno de…’ porque preciso conferir isso, pois pesei na minha balança, que ainda não sei se está confiável.

É que ela andou sumida um tempão, era um mistério onde poderia ter sido enfiada por uma pessoa que fez uma faxina lá em casa, pontualmente, e revolucionou alguns pontos da casa (rs). Achei coisas que Deus duvida em lugares onde não dava para acreditar, tempos depois. E a Plenna, coitada, foi achada embaixo de um monte de coisas empilhadas, coisas pesadas inclusive, em um canto inusitado.

O que essa situação pode ter causado a ela, eu não sei. Mas, por mais que ela esteja meio doidinha, não posso creditar a isso, totalmente, o numerozinho (aliás, numeroZÃO) feio que eu vi. No máximo, posso dividir a conta com ela, porque honestidade comigo mesma é essencial.

Então, mesmo sem segurança do resultado apontado, eu que já estava absolutamente firme no meu comportamento, mais ainda me comprometi a seguir, seguir e seguir.  Tenho plena convicção do que mereço e posso reconquistar, dos benefícios que isso me proporciona e no que depender de mim, vai acontecer, está acontecendo. É gradativo.

Não vou negar que tomei um susto quando vi o peso, mesmo desconfiada da ‘sanidade’ da balança. Afinal, eu já emagreci, nestes 2 meses, algo que posso estimar em uns 7 kg. Então, a quanto teria chegado antes? Credo…

Bom, se forem ou não forem  20 kg extras, exatamente, hoje, não importa. Sejam quantos forem, me interessa é saber que me vejo de novo fazendo o que sei, como sei e como funciona. Apesar da idade, do período de menopausa etc., meu organismo tem sido receptivo aos melhores tratos, tem dado boa resposta. Então, é aproveitar e continuar.

E o que isso tem me feito bem!!!!

Beijos, fiquem com Deus e vamos em frente.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

27 respostas para Encontro light sábado / Notícias

  1. Danielle disse:

    Preciso pegar esta linha Beth eu não como porque estou com problemas o pior eu deixo de comer, comer certinho, comidinha light entende…mas um dia chego neste estágio. Bom passei por aqui rapidamente tá mas outra hora estarei de volta, beijos txau Dani

  2. Hellen disse:

    Ai ai não vejo a hora de começar a sentir minhas roupas assim! Visto que não fui gordinha até o parto do Gugu aos 20 anos, tenho várias roupas lindas guardadas a minha espera e eu ei de entrar nelas novamente, é meu maior desejo.Parabéns tanto pelo autocontrole quanto pela calça que ja esta a cair melhor! Beijos.

  3. Nina disse:

    Oi Beth!
    Que beleza não comer sentimentos! Isso é o principal e o que de fato nos mantém bem e focadas, até porque comer não resolve o problema, é prazer instantâneo e uma fuga.
    Segue sempre em frente, te acompanho com orgulho 😉
    beijos

  4. tentandofazeromongeLuciana disse:

    Beth, querida.
    Fiquei muito, mas muito sumida. Mas nunca te abandonei. Ficava daqui te espiando de longe. E te digo: sua retomada tem inspirado demais a minha. Ainda estou bem longe do ideal. Mas, pelo menos, parei de engordar – o que já é um grande passo.
    Não sei se vou poder ir no encontro, estou doida para ir e te dar um abraço bem apertado cheio de saudade.

    Um beijo grande.
    Luciana.
    (Já vi nuns blogs por aí umas dicas para ver se a balança está aferindo direito. Antes de se pesar, coloque em cima da balança um quilo de feijão, ou de arroz. Se marcar muito mais, ou menos do que a embalagem indica vc já sabe que não pode confiar na sua balança.)

    • Beth disse:

      Oi Lu, tente ir sim! Vai ser ótimo revê-la, dar de novo aqueeeeeeele abraço! E a sua mãe, hem? Duas figuras muito queridas, vocês duas.
      Sobre a balança, vou testar sim. Mas, acredite, tenho uma infiniade de verduras, legumes, frutas etc. em casa. Mas não há um pacote sequer fechado de alimento seco, como arroz, feijão… Feijão não compro, não fazemos em casa habitualmente. Arroz, 1 kg leva uma eternidade para acabar, o que eu tenho está aberto… aí, vou ter que emprestar um pacote de 5 kg de arroz do mercadinho do condomínio, só para a pesagem. Pensa que não? Vou sim, vou pedir ao dono que me empreste só por 5 min.! kkk Que situação! kkkk Beijo!

  5. Luciana disse:

    Beth, o comentário anterior foi com o endereço de um blog que tentei criar, mas nunca postei nada. Nem sei como ele apareceu aí… (é pq tb era wordpress)
    O nome do blog era Tentando fazer o monge, porque é o hábito que faz o monge, a minha intenção é que estava tentando criar bons hábitos. O meu blog antigo era Longe das Calorias.
    Bjs.

  6. Dani Almeida disse:

    Olá Beth,

    Tenho certeza que tudo dará certo, Deus sabe o que faz e está sempre ao nosso lado, basta acreditar, fazer a nossa parte e seguir em frente.
    Fico muito feliz, que apesar de toda situação complicada, você conseguiu separar muito bem os seus sentidos da sua reeeducação alimentar, e os resultados positivos estão aparecendo a cada dia.

    Grande beijo

  7. ♥ Cris disse:

    Oi Beth querida, essa semana vi um post da Elaine em que ela diz que vc é um anjo, verdade amiga, você ensina sempre tanto com sua experiencia que a gente se põe a pensar sempre na nossa atitude diante da vida, não só da boa forma. Parabens amiga, pela pessoa iluminada que é. Eu acabei de tomar pra mim essas palavras, parece que faz tanto tempo que conseguia agir assim, com essa serenidade, de separar as coisas, entender que tudo nessa vida passa e que só precisamos entregar nas mãos de Deus, que realmente é o único que tem poder suficiente pra dar uma solução justa e precisa aos nossos problemas, de acordo com nosso merecimento. Obrigada por me fazer a lembrar do que fui um dia e que com certeza voltarei a ser em breve…Amém!

    Beijos!

    • Beth disse:

      Ô minha querida, não sou esse poço de serenidade não. Desta vez, primeiro eu fiquei apavorada, angustiada, quase tive um treco. Mas, depois, fui aquietando, dentro do possível. Afinal, não resolveria a questão me manter naquele estado de nervos, ainda arrumaria um problema extra. Aí sim, parei, respirei, e a Elaine é que foi um dos anjos que me ajudou ao apaziguar um pouco… a serenidade demorou…rs OBrigada ainda assim pela forma tão gentil e generosa de me ver. Beijos, vamos em frente.

  8. Oi querida!
    Coisa boa a gente não comer sentimentos né! Imagino sua satisfação! Tenho certeza que o foco deve ser esse.
    Tenha uma ótima sexta-feira!

    Bjcas

  9. Elaine disse:

    De tudo, não comer os sentimentos é o que mais me impressiona. Eu ainda não cheguei nesse estágio. Como tristeza, alegria, felicidade, tensão…Aliás, comia, tá? Estou aprendendo a separar as coisas também. Tem dias quew a casa pode cair e nada me abala, em outros, um pisão no pé, me faz perder o eixo e a compostura.KKKK
    Parabéns! Continue assim , afinal o mérito é todo seu!
    Beijocas

  10. Sue ELlen disse:

    Olá Bete … vamos em frente sim … eu também quero ter essa seriedade que você tem … eu terei …. quer dizer, eu já estou tendo!!!!!
    … Sobre os termogenicos que você me perguntou … não sei se tomo ou não, como você me questionou, mas o meu organismo é tão lento que me dá raiva!!!!!

  11. Cris disse:

    Oi, Beth!

    Nossa, se eu ficar nervosa o estômago já ataca! Não como demais, mas fico com enjôo e azia…e já fiquei assim várias vezes…rs.

    Preciso comprar uma balança também…

    Bjs!

  12. Brian disse:

    Oi, Beth!
    Depois conta como foi esse encontro light. Posta fotos também.

    Abraços!!!!

  13. Ai Beth, novamente deslizei pelas linhas do seu post! 🙂 Fico feliz q uma situação complicada não motivou uma saída da linha por sua parte! Fico feliz! Amei quando vc falou isso aqui: “E aí, notei que não comi sentimentos, não belisquei medo, não tentei sufocar aquela tensão toda com nenhum alimento fora de hora ou fora de limite.” Afinal a comida não deve ser válvula de escape, não é mesmo? Afinal só seria mais um problema! Me diverti com vc falando que tá mole kkkk, gostei do seu bom humor! 🙂

    Bjs

  14. kecia disse:

    Olá amiga!!!
    Realmente tendemos a confundir ou mesmo tentar nos refugiar na comida, em tempos de tempestades……..mais graças a DEUS vc está bem controlada, realmente se comermos igual uma doida resolvese o proplema isso era otimo, mais com isso vamos achar outro;
    Miga que Deus de o conforto que seu coração precisa e que tudo seja resolvido dá melhor forma;
    Um XERÂO bem GRANDE!!!!

  15. Milena disse:

    Estive de passagem por sua cidade hoje. Só deu pra comprar um pacote de biscoito Globo no trânsito. Adoro! Tem o gosto do Rio de Janeiro. Assim como Salvador tem gosto de acarajé. rs… Bom encontro pra vocês. Abraço.

  16. Mylla Moura disse:

    Olá Beth!!!
    Saio do trabalho em São Cristóvão às 16 horas, se meu pai não me telefonar pedindo o carro, com certeza eu apareço. Já anotei o endereço e o telefone. É necessário levar algo? (Comidinhas, bebidinhas etc).
    Bjs.

  17. teresinha disse:

    Querida Beth: oxalá que o motivo da sua apreensão tenha un desfêcho feliz: Você é toda uma heroína por ter superado toda a situação sem caír numa de compulsão alimentar. É por isso que eu a admiro tanto. Você é um bom exemplo para seguir.

    Um abraço

  18. Karine disse:

    Que maravilha Beth,

    Eu tb me sinto nesse ritmo. Nunca mais descontei na comida. Prefiro ficar na net, ouvir uma música.

    Parabéns viu?

    bs

  19. Micha disse:

    q bom q está firme e forte na ra de novo.
    eu ainda nunca fui num encontro light..preciso ir…

    e Papai do Ceu é bom e está do seu lado..vai te ajudar, sim.

    Uma ótima semana para você!!!

    /(,”)\\
    ./_\\. Beijossssssssss
    _| |_…………….

  20. Edite Lima disse:

    Adorei beth:” Não comer sentimentos, beliscar medos ou sufocar tensão com alimentos” Vc nos ensina tanto beth. Realmente essa serenidade só é possível a quem realmente acredita num poder maior e a Ele se entregs confiante. Abcs amiga.

  21. rosimeyreo disse:

    Gostei da colocação e é isto mesmo que acontece , tenho que estar atenta ao ir comer kkk. Vim te desejar uma otima semana

  22. bartira disse:

    oi amiga, obrigada pelos parabéns 🙂 como foi o encontro? tô curiosa pra ver as fotos…rs…beijao, Bartira.

  23. Nini disse:

    Beth adorei sua frase – não belisquei medo, não comi sentimento…. é isso mesmo, como a gente come por sentimento!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s