Sábado de sol….

A semana foi boa. Segunda e terça estive em Sampa, a trabalho. Aproveitei para matar a saudade do meu filhão querido, claro. Ele me levou na Speranza, uma pizzaria tradicional muito boa, que eu não conhecia e adorei. Show de bola.

De volta ao Rio, tudo ótimo também, graças a Deus. E a semana continuou bacana. Bastante trabalho,  alguns desafios novos, gosto disso.  Muito animada, bem disposta, cada vez mais focada no que quero e cada vez abstraindo mais de coisas e pessoas que, cada dia mais, tornam bem claro que não merecem tanta atenção e, menos ainda, qualquer stress.

Hoje é sabadão, e é dos bons! Tem solzão, calorão, tudo bonitão demais na cidade maravilhosa. E a Bethinha aqui, naturalmente, onde estaria? Na praia? Errou quem disse ‘sim’.

Proibida de pegar sol por uns 5 dias, é mole? Na quinta-feira passei por um procedimento cirúrgico odontológico (tudo indica que foi o último!) e, apesar de estar ótima, obedeço à doutora.
Pela extensão do que foi feito, segundo minha dentista, o normal é dispensar do trabalho por 3 dias. Não peguei atestado nenhum. Sentindo-me muito bem, saí do consultório direto para o trabalho, onde passei a tarde numa boa, dando conta das minhas atividades, naturalmente sem maiores excessos.

Sentadinha, no ar condicionado, claro que falando ‘um pouco’ menos do que o normal e tomando líquidos com canudinho. A dorzinha e o desconforto após a anestesia passar foi facilmente resolvida com um analgésico.

As recomendações de não fazer: esforço, pegar sol, caminhar muito, tomar/comer nada quente, mastigar em cima etc. estão sendo cumpridas, com um pequeno desvio hoje. Mas falar, estou falando sim, pelos cotovelos, isso não tem jeito, só se me amordaçarem.

Essa intervenção é um marco importante no tratamento da minha boca. E o que poderia representar uma perda, na verdade está determinando uma nova etapa, com menos riscos para a saúde, com mais conforto e segurança.

Estou feliz por ter avançado um pouco mais nisso. Daqui a 2 meses a troca de uma prótese parcial/temorária por uma mais bacana e moderna que há de ser usada por vários anos, e a partir daí, é só revisão constante com a dentista e com o periodontista (englobando as limpezas especiais), e pronto.

Manter a gengiva sob controle, preservar os dentes naturais que consegui manter depois de tudo que foi acontecendo e garantir meu sorrisão aberto sem importar se parte dele é de peças artificiais, porque o que vale é que eu sorrio geralmente com a alma!

Então, nada de praia neste fim de semana, paciência. Não nego que, egoistinha de plantão, cheguei a torcer para o tempo mudar (não me xinguem)! Mas sou uma pessoa boa, né? rs Então, quando acordei e vi o sol, gostei sim, pensei nos amiguinhos que já estavam me esconjurando quando souberam da minha torcida-contra e desejei a todos uma praia maravilhosa.

Acompanhei o marido a um exame médico, depois fomos ao podólogo e eu fiz também as unhas das mãos, que ficaram lindinhas, com esmalte Risque na cor Licor. Bonito mesmo.

Depois, almoçamos fora lá mesmo no bairro onde o podólogo atende. Agora, estou aqui dando notícias, enquanto o maridão dorme de um lado e o Luke de outro. Sossego total!

Bom, e a alimentação, como anda? Tirando o pão de lingüiça e a pizza da Speranza que dividi com o filho na segunda, de uma forma geral está média para boa.  Para excelente,  precisa melhorar bastante. E de novo eu afirmo que isso acontecerá. Estou dando uma melhoradinha a cada dia, em um detalhe aqui e outro ali.  E, com a parceria preciosa do meu amor, vamos dar um Up nisso bem legal, a começar de amanhã, domingo.

É, gente boa, não será na segundona não, é domingo mesmo. Ele levou um aperto da médica que fez o exame periódico para o trabalho, pois estava um pouco mais pesado do que a avaliação do ano passado e a circunferência abdominal está fora dos padrões recomendados.

E eu, não adianta negar, estou gorda, com muita banha no abdômen e nas costas principalmente e daquilo que eu tinha emagrecido bem entre abril e julho, metade se foi. A outra metade estou agarrando, mas de novo ‘grudada na cerca’, sem que seja necessário isso.

Amanhã vamos abastecer a casa com frutas, legumes, verduras e outros itens para o dia-a-dia, que já fazem parte da nossa rotina alimentar mesmo, isso não é problema. O problema é um acréscimo aqui e outro ali, de algo que não precisa. Então, já combinamos que determinadas coisas que estamos consumindo diariamente, sem necessidade, não mais serão compradas durante a semana (embutidos, principalmente), vamos pegar firme juntos.  Nada nos impede, a não ser a nossa sem-vergonhice. E para isso, tem cura: vontade e força de vontade.

Essa coisa do vou, tinha que ter ido, até fui mas voltei, é um saco mesmo. E houve um tempo, admito, em que eu ficava pasma de ver como acontecia com tanta gente, quando para mim, naquela fase, tudo parecia tão simples, tão bom de levar adiante, quase fácil!

Acontece que é assim mesmo. Quando a gente está em lua de mel, não consegue entender o porque de o mundo inteiro também não estar, afinal, é só querer! Quando a gente está no auge da disciplina, tudo parece tão sob controle, tão natural, que ao ver alguém com as rédeas ora soltas, ora prendendo, pensa: Mas fulano não vê que tem que segurar?
Mas quando a gente começa a ter também dificuldade, aí entende todo mundo, não é? Kkk
Coisas de ser humano.

Bom, não há litígio nenhum entre mim e o meu processo. Há uma acomodação disfarçada de ‘estou dando o meu quase melhor’, ou será que é um ‘estou dando o meu quase melhor possível neste momento’  não bem compreendido e, não bem executado? Sei lá. Sei que eu não desanimo não.

Olho no espelho e vejo direitinho o quanto há para acertar de novo. Vejo as fotos e penso que as de ANTES agora são melhores que as atuais, que coisa! Mas o tempo inteirinho eu acredito que posso botar tudo nos eixos, só que acreditar é essencial, mas se não houver ação efetiva, não cairá nada do céu.

Pela milionésima vez, desde que iniciou-se esse lero-lero do meu re-emagrecimento, assumo aqui de novo que estou na área, jogando menos bem do que sei, mas jogando.
Raiva de mim por ter deixado as coisas assim? Não. De jeito nenhum. Eu me amo. Com ou sem quilos extras, me amo. E me enfeito, e sorrio, e vou à luta.

Lindo fim de semana para todos, quem puder aproveitar o solzão vá lá e dê um mergulho por mim, ok? E vamos começar uma semana bonitona, ok? Beijo!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

9 respostas para Sábado de sol….

  1. Carolina Bernardo disse:

    Oi Beth,
    qto tempo q não vinha aqui, tô c/ saudade!
    Aproveitei a praia por vc hj, rs!
    É isso ai, falou tudo! Resolver o problema do outro é tão fácil e o nosso parece ser tão complicado! Engordei mto, antes estava cheinha, agora estou gordinha (fato!). Tb começo firme e forte amanhã mesmo! Chega de só engordar, comer porcaria e me sentir culpada. Vamos q vamos!!
    Bjs

  2. teresinha disse:

    Querida Beth você sempre tão legal com ese astral tao alto. faz muito bem em se cuidar, pra voce mesma e para os seus.Te desjo un pronto restabelecimento e que você possa pronto curtir a sua praia.
    Um abraço

  3. Kátia Bizan disse:

    É isso aí Beth!!! Essa nossa vida de dieta é assim mesmo!!!
    Vamos continuar na caminhada amiga!! Força!!
    Bjus

  4. Micha disse:

    q bom q deu tdo certo na cirurgia e é bom seguir as recomendações da dentista, mesmo, pra evitar contra-tempos (tem hifen?).

    eeeee viajou a trabalho e viu o filhão…delicia total.

    tb reiniciei minha milionésima Ra. só não posso desistir de mim.

    /(,”)\\
    ./_\\. Beijossssssssss
    _| |_…………….

  5. Uma vez apesar de todos os cuidados que tomei, tive um problema com extração de dente. Esse lance de folgar 3 dias, sigo a risco, peguei medo.

  6. Ana Paula disse:

    Que bom que a cirurgia foi bem! A parte mais difícil é ficar sem comer muito, o resto é fácil! rsrsrs

    É mesmo, sempre tem os dois lados. A gente olha para o passado e diz “como eu emagreci”, depois olha para o presente e pensa “Meu Deus, como falta para ser magra!”. Mas o importante é não desistir e ir aos poucos para aprender e incorporar os novos hábitos. Eu que já fiz dietas, sei o quanto reeducação alimentar é importante.

  7. Carlos disse:

    Oi, Beth!
    Quanta coisa boa acontecendo, outras momentaneamente desagradáveis, mas necessárias para se alcançar o objetivo proposto, né não?
    E, se cuidando juntos, tudo fica mais fácil… E como você e o Vi são parceiraços em tudo, isso não será nada difícil… Beijão!!!!

  8. Crizzz disse:

    Beth,
    Nossa é bem assim mesmo, sabemos o que temos que fazer, sabemos o que estamos fazendo errado, mas temos resistencia em mudar.
    Eu estou encontrabndo o fio da meada novamente, retirei alguns alimentos de minha RA e não foi por livre e espontanea vontade, foi porque descobri uma intolerancia à lactose.
    Essa intolerancia é tão forte que não estou podendo nem com queijos e yogurte que amo de paixão.
    Porem percebi que ao largar essas coisas + os embutidos e voltei a emagrecer.
    Estou tendo dificuldades em seguir o cardapio quando a semana é com base em leite e queijo, mas eu mudo para outras coisas que não tem nada haver.
    Tenho certeza que vc ewstá começando se achar tb e logo estaremos tecendo uma linda colcha com os fios de nossa meada.
    Bjus

  9. Maria Ignez disse:

    .. querida amiga Beth, na luta sempre e se voces começarem juntos um ra no vp? é uma possibilidade entre muitas porque não?
    bjs Ignez de sampa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s