Estou na área!

Sei que não tenho sido tão frequente por aqui, mas para dar conta de tudo eu tenho que me virar nos trinta e, ainda assim, não é moleza!

Comigo está tudo bem, graças a Deus. Continuo empenhadíssima no meu processo de reconquista do peso mais adequado.   Foco, disciplina, determinação, aquilo tudo que faz parte dessa estrada eu aplico. Por isso, naturalmente, me chateio quando não tenho os resultados desejados.

Mesmo não abusando de sal (isso é uma coisa minha de anos), mesmo bebendo muita água (sempre adorei,  bebo com prazer) etc., a retenção de líquidos virou uma adversária daquelas. Mas ela não é imbatível.

Eu busquei ajuda, estou fazendo um tratamento com uma médica que é acupunturista, estamos trabalhando em cima do meu “todo”, a retenção de líquidos começou a ceder, mas ainda não totalmente. Foi detectado um grande bloqueio do meu organismo,  uma falta de fluidez, mas isso está sendo cuidado e eu já comecei a sentir diferenças, uma leveza especial, é bem interessante isso.

Por orientação da médica, devido a algumas suspeitas, vou ficar pelo menos 1 mês sem leite e seus derivados, imaginem só, eu que adoro queijos, requeijões etc. Mas, eu quero mais é saúde, bem-estar e quero o meu organismo fluindo, respondendo, então estou seguindo direitinho as orientações, de forma tranquila, disciplinada.

Estou sendo coerente, afinal se eu fui buscar a ajuda, estou adorando a médica, confiando muito em tudo que estamos fazendo, como não iria seguir algo que ela considera importante para mim?

Essa médica me ajudou a enxergar coisas tão simples, tão óbvias, coisas que eu diria a qualquer pessoa e não percebia que não estava fazendo! Querem exemplo?

Estou desde janeiro programando a volta à hidroginástica. Cheguei a definir que em março eu faria isso, no máximo abril. E nada. Era questão de grana, era questão de identificar um lugar legal, perto do trabalho ou de casa, num horário bacana etc. Aí, a médica me disse: não pense tanto, simplesmente faça!

E enquanto eu refletia e conversava com ela, entrando em contato comigo mesma, eu comecei a rir e disse: poxa, eu tenho piscina no meu prédio, eu sei fazer hidroginástica, já fiz tanta, conheço as séries, sei como fazer… por que eu dependo de isso e aquilo?

Ela só sorriu para mim e, percebendo que eu tinha ‘despertado’, falou: ‘Simplesmente faça’. E aí, imediatamente, eu comecei a fazer por minha conta. Desço todos os dias cedinho, a piscina ainda abrindo, me exercito por 40 a 45 minutos e nem tenho vontade de parar, mas como tenho hora para ir trabalhar, não dá para ficar de bobeira.

Isso tem me feito um bem absurdo e eu fico pensando: por que eu não fiz antes, hem? haha Sei lá!

Bom, então como eu ainda não consigo mesmo fazer caminhadas para valer, ainda não estou curada das várias lesões no pé esquerdo, ela perguntou se eu não gostava de pedalar. E aí eu comentei com ela sobre a minha bicicleta ergométrica, que está parada, com defeito, há um tempão. E ela perguntou o motivo de eu não ter consertado.

E a resposta? Eu fiquei meio sem saber. Não é à toa que eu cheguei lá dizendo: doutora, estou aqui porque estou me sentindo desencaixada de mim. Só pode ser, né? Aí eu respondi, sobre a bicicleta: Ah, nao sei, ela é diferente, não é qualquer lugar que conserta, andei procurando… depois eu acho que o conserto é caro…

Bom, ela novamente me disse: mas já foi ver quanto é? Já sabe qual é o defeito? E repetiu: ‘Simplesmente faça’.

Bom, o fato é que depois disso eu estava indo para a praia e notei uma loja de bicicletas, no caminho, que nunca tinha reparado antes. Anotei o telefone, liguei para lá e eles realmente não trabalhavam com esse tipo de conserto. Mas, disse-me a moça que atendeu a ligação, havia um senhor lá na loja, funcionário há quase 20 anos deles, que fazia esse tipo de atendimento particular.

Chamei o tal senhor no telefone, marcamos de ele vir em casa ver a minha bicicleta, afinal a visita dele era bem baratinha. Bom, o homem veio e eu fiquei aqui agoniada, imaginando que ao abrir a bichinha ele ia descobrir que era algo mais complicado etc.

Gente do céu, o primeiro problema da bike era apenas pilha gasta, velha, derretendo dentro do computador acoplado, por isso ela não girava nem o pedal, pode isso? Imaginem a minha cara de tacho! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Depois, ele abriu a bicicleta e descobriu algo muito simples, resolveu o problema na hora e isso não custou nem 50,00, já com a visita incluída.

E eu fiquei pensando em quanto tempo protelei  isso. E eu não sou de ficar empurrando com a barriga as coisas, eu sou muito ativa, sou tão pró-ativa, e para certas coisas eu fiquei esperando o melhor dos mundos, a melhor das situações, o que é isso? Sei lá. Um tipo de auto-sabotagem, quem sabe!

O fato é que estou com a atividade física em dia, fazendo hidroginástica 5 dias por semana e pedalando diariamente, com programação de fazer isso diariamente, menos aos domingos, porque é importante ter um dia de descanso.

Hoje eu pedalei, porque ontem havia essa programação, mas como eu cheguei de um piquenique e deitei um pouquinho para descansar, acabei pegando no sono e acordei já 21:30, deixei para hoje então.

Então é isso! Demorei, mas vim cheia de novidades, viram?

O recado que eu deixo é o seguinte: quando começamos a achar muita dificuldade para fazer coisas, precisamos primeiro ver se a dificuldade é grande mesmo ou se nós é que estamos nos fazendo pequenos, sem percebermos.

E se for o caso, vamos agir.

A orientação da médica não é ‘não pensar’. Afinal, precisamos sim pensar, planejar, organizar etc. O problema é que às vezes pensamos muito, organizamos muito, planejamos muito, programamos demais e ficamos presos a isso, sem percebermos. Esperando o melhor dia, a melhor hora,  o melhor clima, o melhor lugar, o melhor preço… e aí não fazemos nada.

Simplicidade é o grande barato. Eu achei a saída, e tem sido bom. Também não estava com condições, teoricamente, para encarar esse tratamento que não é barato. Mas o bem que me faz, me ajudou a identificar maneiras, posso abrir mão de algumas coisas, alguns gastos que não são essenciais, para me dar o que estou precisando neste momento.

E assim, vou indo. Bem animada, sim. Queria, mesmo, estar com um peso menor, mas… ele vai descer, no que depende de mim estou realmente super bacana, então o resto virá.

Beijo carinhoso, obrigada pela companhia, desculpem a demora, fiquem com Deus!

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

14 respostas para Estou na área!

  1. carlos disse:

    Beth, que saudade! E que legal essas constatações que você fez, às vezes coisas tão simples e que estão ‘na nossa cara’ não vemos porque não queremos, não é?
    Estou firme e forme na retomada, já consegui uma queda, mas estou completamente sem tempo para postar – minha esperança é que no início de maio terei uma colega para dividir o serviço, aí espero que tudo fique um pouco mais fácil. Beijão!

  2. robertamelo disse:

    Seu post foi um tapa na minha cara, Beth! Eu também vivo protelando muitas coisas (e nunca fui assim). Tudo bem que não posso me exercitar, mas custa caprichar um pouco mais na alimentação??? Vivo dizendo que falta comprar isso ou aquilo, que não dá tempo de comer nos horários pré-determinados pela nutri…mas se eu não fizer um esforço, quem vai fazer, né?
    Preciso mudar meu comportamento.
    Beijos e boa sorte!!!

  3. luarcoirisvioleta disse:

    Beth que maravilha te ver tão animada.
    A verdade é que quando a gente começa a deixar a vida fluir, sem querer controlar tudo, o universo inteiro começa a conspirar a nosso favor. Por isso, começaram a aparecer as soluções pra tudo. Você conseguiu sair do controle e se entregou ao fluxo da vida, ao poder superior.
    Parabéns querida! Vou me inspirar em você e tentar também sair do controle.
    Beijo imenso no seu coração!

  4. teresinha disse:

    Achei jóia o seu post. Inspirador de verdade. Manham mesmo arranco a caminhar e não penso mais. OBrigada!

    Um abraço

  5. Andrea disse:

    Oi Beth!!
    É isso aí. Também estou nesta vibe… simplesmente fazendo!
    Sabe, constatei algo que já sabia, aliás, que a grande maioria sabe e não faz: Nós sabemos quais os caminhos, o que devemos ou não fazer pela nossa saúde, pra eliminar peso. Sabemos tudo de cor… só nos falta fazer.
    Dai ficava me perguntando: Pq é tão difícil dar o primeiro passo?
    Resolvi logo depois da páscoa dar os primeiros passos, embora desde o começo deste ano já estivesse engatinhando.
    Levantei e em 2 semanas e meia tive resultados tão satisfatórios que pensei assim: PQ NÃO DEI O PRIMEIRO PASSO ANTES??
    Complicado né? Acho que quando a coisa realmente aperta é que nos damos conta que é hora de mudar.
    E ainda bem que estamos no caminho certo e tenho visto outras amigas que também estão e isso é muito bacana de se ver.
    Acho que ninguém merece sofrer os males causados pela obesidade ou excesso de peso.
    Já sofri, sei como é, é ruim demais e não quero nem desejo pra ninguém.
    Filhota tá mais comportada, graças a Deus!
    Tenho limitado guloseimas em casa, converso sobre o que ela deve comer e não, fazemos caminhadas, ela dança, pula corda, tá uma belezinha de ver.
    Infelizmente não tenho controle quando está na casa da avó, mas até ela tem colocado alguns limites, até que enfim!
    No mais, tudo bem.
    Continuo acompanhando seus progressos por aqui e torcendo sempre!
    Grande beijo.

  6. Lela disse:

    Coisa boa demais vir aqui!

    Essa médica é das boas e a paciente? melhor ainda!

    A palavra SIMPLESMENTE FAÇA esta na minha programação do dia porque estou “me curando ou in curso” de uma dengue chata pra caramba! Olha que comer e caminhar tem sido um desafio, só quero beber e dormir Aff! Quem disse que mãe, trabalhadora, universitária e blogueira de dieta pode viver assim??? aha!
    Essa da bicicleta mostra muita coisa e quando você passa sua aflição no relato, fico pensando; o caminho é esse; consertar tudo o que está ruim*

    Você é o máximo,
    capricha na hidro
    Tudo já deu muito certo!

    Beijokas

  7. Patricia disse:

    O bom e’ o inimigo do otimo !!!!

  8. Beth,
    Uma nova amiga, a Fernanda Rocha, de um outro grupo que faço parte, teve a ideia de formar um grupo p/ encontros semanais ou quinzenais para caminhada e corrida. Como sou animada para essas coisas e acredito que a união faz a força, claro que já coloquei o meu nome. O primeiro encontro já foi marcado e quem é do Rio de Janeiro, pode comparecer e será bem-vindo com certeza. Informações abaixo:

    Grande encontro da galera do Rio de Janeiro para caminhar/correr. Local: Vila Militar (encontro no posto de gasolina próximo ao viaduto de Deodoro) – Horário: 8h da manhã – Data: 06/05/2012 (Domingo).

    À medida que o grupo for crescendo, vamos variar os locais de encontro. Vai ser bem legal. Mais informações, entrem em contato comigo no e-mail aludmylla@bol.com.br se a sua presença for confirmada, lhe passarei o meu telefone p/ contato caso vc não conheça bem o local. Beijocas!

  9. Sammy Leilane disse:

    às vezes precisamos que alguem dê um sutil empurrão: VAI MINHA FILHA!!!!! e aí a gente se toca da coisa toda… fico feliz que esteja se dedicando a si mesma, isso é muito bom pra vida como um todo… estou numa correria, visitar blogs, pra mim é artigo de luxo, e espero que quando vir aqui, esteja cada vez melhor…

    Já está participando do meu desafio? inscreva-se! http://desafiomaislevedoquenunca.blogspot.com/
    Bjuuuuuus!

  10. Alexia disse:

    Ainda bem que minha bicicleta funciona sem a pilha, olha a minha deve já ter derretido çá dentro, o fio que ligava o aparelinho à bike já até caiu, mas enquanto dá para pedalar vou usando assim mesmo, como a gente não considera estas coisas importantes né?
    Será autosabotagem???

  11. Nanda disse:

    Uma piscina virou meu objeto de desejo – tomara que dê esse ano ainda, quem sabe? Beijos e saudades!

  12. Rosana disse:

    Oi Beth,
    Venho sempre aqui, acho que desde 2002, mas acho que só comentei uma vez, porém, gosto muito de vc, te acho incrível e muito forte!
    É tão interessante quando notamos que a vida é simples, nós é que complicamos, à partir daí tudo passa a fluir melhor, acho que sua médica encontrou a fórmula perfeita “simplesmente faça”!
    Parabéns pela determinação, e agora vai que vai!
    Beijos
    Rosana
    SBCampo/SP

  13. Pati disse:

    Beth, aqui é a Pati do blog http://www.vivendoeconvivendo.blogspot.com.br … ja nos falamos por comentarios varias vezes, mas, meu blog está abandonado a um bom tempo. Bem, nao sei se vai lembrar de mim… mas eu tava precisando conversar com vc em particular. Pra ver se me ajuda a refletir sobre umas coisas que estão acontecendo. Caso a resposta seja positiva (e eu sei que vai ser), será que seria possivel vc me mandar seu email para o email msndapati@hotmail.com ?
    Obrigada!

  14. Rosi Lo Pomo disse:

    amei amiga, valeu o recado……beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s