Notícias (17/06/2013)

Fiquei um tempinho maior do que o pretendido sem postar, mas foi tanta coisa ao mesmo tempo, admito que acabei até esquecendo de vir aqui. Hoje, felizmente, estou conseguindo uma brechinha para dar notícias.

E vou escrever muito, conto com a sua paciência, está bem?listaEstou na luta, como sempre. Mas, preciso admitir algo: nunca foi tão difícil como tem sido.  Não sou essa bacalhoada toda, como às vezes parece.

Recebo sempre muitos elogios, palavras de incentivo, muito carinho de vocês e como isso me faz bem! Muitas menções à forma leve como conduzo as coisas, como não me culpo tanto por falhar, como não me angustio excessivamente pelo ontem.

Mas, por favor, não me tenham como tão sensacional, a leveza nem sempre é tanta assim. Há dias em que, sim, me angustio um bocado, fico P da vida comigo mesma, avalio e reavalio certas situações e busco a compreensão do que me levou a isso ou aquilo, especialmente quando saio do programado.

O ontem já foi, eu tenho hoje e amanhã, depois e depois para fazer acontecer. O ontem passou, mas não é esquecido.

HOJE É SEU DIAApenas, não fico me açoitando eternamente, o que me tiraria energia e foco para agir hoje, agora. Fica tudo como lição aprendida, reaprendida, reestudada. Aulinha de recuperação.

Não arrasto correntes, de jeito nenhum. Mas encaro, assumo o erro, procurando entendê-lo, quando dá. Procuro saber se foi um ‘dane-se, hoje eu quero assim’ ou algo que me traz uma oportunidade de aprimoramento, de maior atenção etc.

doidãoNão sou chegada a neuras, e se este processo tivesse que me desarrumar em vez de me proporcionar benefícios, aí não teria abraçado-o como fiz em 2003.

Lá se vão 10 anos e me orgulho, sim, por me manter há tanto tempo atenta a mim mesma, buscando segurar o que ainda não escoou pelo ralo e resgatar o que se foi, mas é meu e eu quero de novo e pra sempre.

Mas, é preciso admitir: nunca foi tão difícil, nunca foi tão inglório.

Se eu jamais chutei o balde completamente nesse período todo, e engordei tanto, aumentei vários manequins, imagino o que teria acontecido se tivesse jogado tudo pro alto de verdade. Nem sei!  confusa

Mas, nem quero saber mesmo, afinal, eu quero olhar para onde quero chegar, quero olhar para onde me leva ao que quero chegar.

Não, não estou desanimada, nem um pouco. Apenas, conversando aqui sobre algo que sinto. Não é desânimo, é um pouco de inconformismo por não me considerar merecedora dessa relutância tão grande do meu corpo em corresponder aos meus esforços.

Se não tenho sido merecedora de sucesso total, se não fiz por merecer ainda recuperar o que conquistei em 2006, ao menos tenho certeza absoluta de que não mereço também o estrago que se fez. 

Fingir que isso não me incomoda é bobagem, vou esconder isso de quem? De mim? De quem me acompanha? Bobagem. O blog existe justamente para isso, para compartilhar as experiências, os aprendizados, os sucessos, as derrapadas etc.

maosdadas

Trocando idéias, nos apoiando mutuamente, tudo fica melhor. Como digo sempre, de mãos dadas a gente anda melhor.

 

Continuo na Academia, claro! Mas, tive que faltar algumas aulas. No outro post comentei que estava com algumas dores musculares, não foi? Pois elas pioraram e muito, tive que ficar uns dias sem me exercitar, porque o bicho pegou, precisei até tomar relaxante muscular e anti-inflamatório. Tudo indica que foi por excesso, eu sou abusada mesmo. Em pouco tempo, já estava fazendo aulas demais, me achando né? kkkkk

Então, isso se chama euforia mental. A mente estava pedindo mais e mais, eu feliz da vida mandando ver, mas o corpo não estava preparado para tanto abuso, ainda. Era para ser gradativo, mas eu já saí metendo bronca! kkk Então, ele doeu e doeu  muito.

Quando voltei às aulas, depois de uma semana sem exercícios, já peguei mais leve, com mais juízo.

Mas aí, outra encrenca: o meu marido caiu de cama, com dengue. Uma dengue bem agressiva, que o deixou bem abatido, com as taxas baixas, preocupantes.

Aqui, um alerta: Não dêem mole! Todo cuidado é pouco. Dengue mata, ou, no mínimo, maltrata muito.

Cheguei a deixar de trabalhar alguns dias, para ficar cuidando dele, medindo temperatura, dando remédio quando a febre subia, garantindo que se hidratasse corretamente, se alimentasse etc. Foi uma barra, mas graças a Deus ele se recuperou.

dENGUE

Ele ainda não está 100% bem, mas falta pouco. Voltou ao trabalho na sexta-feira passada, dia do seu aniversário, só não pode extrapolar ainda, pois se cansa.

Então, hoje eu volto para a academia, com tudo. Mas com respeito ao meu corpo, podem deixar.

nutriFui na nutricionista que comenti no outro post e adorei. Ela segue uma linha bem diferente do que se costuma ouvir aqui e ali, muito mais voltada à nutrição adequada do que a emagrecimento, isso e aquilo. Tudo é consequência de garantirmos alimentação correta às nossas células, para que elas façam seus papéis, direitinho.

E é nisso que consiste a orientação nutricional que ela me passou, depois de mais de 2 horas de uma consulta absolutamente deliciosa, altamente instrutiva, até surpreendente em alguns momentos. 

corposocorro

Como a gente acha que sabe tanto e descobre, de repente, que sabe tão pouco! 🙂

Estou seguindo as orientações, não está sendo tão fácil assim, pois por 2 meses ela realmente me restringiu bastante, mas com argumentos bem convincentes e bem fundamentados.  Depois, vamos abrir aos poucos.

 

Mas não há nenhuma loucura, não há nenhum imediatismo. Há uma desintoxicação, uma redução significativa de industrializados, uma alimentação mais natural. Mais comida e menos comestíveis. Sabem a diferença? Estou ainda estou aprendendo. Num outro post falarei um pouco mais sobre isso, naturalmente tentando expressar o que estou assimilando.

Foi duro chegar lá e, apesar de estar tão mais focada etc. o meu peso estar acima da pesagem anterior. Essas injustiças da balança incomodam, não pensem que sou superior a isso! kkk balança-choro

Conta o fato de eu ter me pesado vestida, já à noite, com todas as referências diferentes. Mas que é chato, é.  Afinal, algumas roupas caindo melhor no corpo, alguns sinais discretos de evolução e nem um agradinho da balança?

 

Mas a nutri não mostrou qualquer preocupação maior com isso, dizendo que isso é algo que não precisa nos abalar agora. Ela me pesou para ter uma referência para o início do nosso trabalho. Quer muito mais do que ver um número menor na balança.

Quer me ajudar a limpar meu organismo de tantas coisas que o fazem não trabalhar direito,  quer que eu funcione corretamente e é o combustível que boto pra dentro, a comida, que vai fazer com que muitas coisas se reorganizem.

Acredito nisso e estou fazendo a minha parte. Mas, dei uma derrapada federal neste fim de semana, sei lá porque. Ah, porque fui sem-vergonha mesmo. Mas, foi ontem (e anteontem…rs), hoje é outro dia e já está tudo de novo nos eixos.

A própria nutricionista ressaltou que não é para ser infeliz. Que às vezes vale mais à pena sair do script e ir ali na esquina tomar um chopp, comer um doce, fazer algo assim, do que não fazer e ficar com a sensação de privação, que não ajuda em nada.

Acredito nisso também, sei que é bem por aí.

Então, gente boa, vou em frente.  Tentando superar a chateação de não ver, ainda, algo mais expressivo acontecendo DO LADO DE FORA, procuro dar valor especial ao que estou promovendo DO LADO DE DENTRO que, sim, uma hora vai refletir por fora.

Como numa reforma bem feita, em que a gente não sai simplesmente pintando a casa, trocando os móveis etc., mas esquece de tratar do que vai por dentro: a estrutura da casa, a parte elétrica, os encanamentos etc. que se não forem adequadamente tratados, farão com que tudo se desfaça logo.

lego1

Então, é com este espírito que eu sigo. Me sinto apoiada por uma profissional muito bacana, estou trabalhando, de coração, para assimilar algumas inovações no meu dia-a-dia alimentar. 

Seguindo por uma linha bem diferente da que eu vinha por 10 anos, mas consciente de que, realmente, ela não vinha mais dando certo pra mim. Como eu mesma sabia, quando fui buscar ajuda, sou diferente hoje do que era há 10 anos. Passo por outra fase, meu organismo é outro, a cabeça, enfim… era hora de mudar o caminho.

Sendo assim, nada mais lógico do que seguir a orientação e ver no que dá. Com paciência, sim. Mas, até ela andou rareando por aqui.

PACIENCIA CARREGANDOSó que não adianta. Sem paciência, não há a boa vontade necessária, não há o bom senso essencial, não há a serenidade mínima requerida para ir adiante do jeito certo. Então, sem paciência não rola.  Vou aqui retrabalhando isso.

Desejo que todos estejam bem e seguindo em frente. Estou torcendo! Beijo!

obrigada-pelo-carinho

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

24 respostas para Notícias (17/06/2013)

  1. Oieee!Bom ter noticias pelo blog,apesar de acompanhar pelo face!
    E é esse mesmo o pensamento,fazer as coisas devagar,tudo ao nosso tempo!Mesmo você não se achando esse sucesso todo,você inspira sim, pela sua história de emagrecimento!Uma ótima semana,beijooo

  2. Rosely Gil de Paula disse:

    Olá Beth….te acompanho faz tempo, e vejo sempre que passamos por fatos ou sentimentos semelhantes nas diversas fases da vida. E agora nesse momento vivo exatamente esse marasmo do emagrecimento; ja fiz Vigilantes do Peso, emagreci bastante, o Dieta e saude, tb consegui emagrecer, mas agora, está muiiito dificil pegar esse fio da meada, esse inicio de emagrecimento que dá aquele UP, 10 dias de reeducação e a balança nem se mexe, isso desanima. Mas….a segunda começa, e vamos lá tudo de novo, temos que achar esse “fiozinho” pra dar o ânimo pra seguir em frente; aguardo noticias dessa sua nutri, e estou sempre aqui, torcendo por vc, por nós, pq sabemos que esse peso não é sinal de saúde. Beijokas. Rose

  3. Jana disse:

    Querida, como sempre, estou aqui na torcida por você. É sempre muito bom ler seus textos carregados de verdade e lucidez. Vamos devagar e sempre. Beijo.

    • Beth disse:

      Janinha, amiga querida, parceira de todas as horas, obrigada. Também estou sempre na sua torcida, para tudo nesta vida tá? Ah, e nas próximas! kkkk Beijos!

  4. barbara disse:

    olá Beth isso ai o negócio e seguir em frente vendo onde erramos e procurando não fazer os mesmos erros, queria saber onde fica a nitri pq to precisando, tbm sou do Rio bjs

    • Beth disse:

      Oi Barbara! A nutri fica em Copacabana. Me escreva (beth.ebprs@gmail.com) que passo mais detalhes ok? Beijinhos e muito obrigada pela visita!

  5. andrea disse:

    Oi querida, que delícia de postagem. E quem disse que foi longa? Eu venho aqui é pra ler mesmo, rsrs.
    Sabe Beth, vc me deu tantas dicas, muitas valiosas e que me ensinaram de certa forma a pensar como vc.
    Quando o peso sobe – chateia sim, mas não podemos ficar lamentando nem fazendo coisas arriscadas.
    Resolvi virar adepta da minha dieta, que funciona basicamente em comer de tudo – UM POUCO.
    Ainda uso a contagem de pontos, ou, calorias e procuro não ultrapassar 1200, mesmo pq, sou bem baixinha, não pratico quase nenhuma atividade física (caminhadas e simulador).
    Algumas coisas eu eliminei, como a carne vermelha (comi 4 pedaços outro dia e passei mal) e o tal do chocolate.
    O chocolate pq apesar de gostoso, é feito de açúcar e gordura e meu corpo não precisa mais do que já mandei pra dentro dele, rsrs.
    Tento ao máximo evitar os radicalismos, como vc já me orientou várias vezes.
    Quando acontece de por acaso extrapolar num dia, compenso no outro e sabe, desde que foquei nisso, já mandei uns kilos embora e estou mais animada.
    Estou com exatos 60,5 e enquanto caminhava pra buscar a filhota hoje na escola pensei assim: poxa… eu nunca devia ter bobeado quando cheguei ao peso ótimo de 57 kilos.
    Pq hoje, é muito mais difícil, entende? Muito mais.
    Bobeei sim, mas posso chegar a esse peso outra vez e vou conseguir.
    Nem é um peso tão baixo pra minha pouca altura, na verdade com esse eu ainda estaria com sobrepeso, mas acho que este é o meu ideal.
    E estou focada, como nunca, em conseguir.
    E sei que vc também.
    Só é preciso agora um pouco de paciência.
    O que eu prometi é nunca, nunca mais chegaria ao inicial, na casa dos 70. Já pesei mais de 80 nas gestações e como é ruim, Deus me livre, rsrs.
    Então companheira, bora focar no que a sua nutri orientou. E eu aqui, com o que está fazendo efeito.
    Beijo grande!!
    Andrea.

    • Beth disse:

      Você gostou da postagem, eu amei seu recado, obrigada. Fico tão feliz em saber que essa nossa troca, que me faz tão bem, ajuda também a quem me acompanha. Afinal, somos todos aprendizes, sempre.
      O grande aprendizado para mim, agora (e não está sendo nada fácil), é ACEITAR DE VERDADE que o ‘bailado’ de antes já não resolve hoje…rs É complexo, isso. A gente pensa: e tudo que eu sei fazer, se eu fizer já não é mais suficiente? No meu caso, não é. Não tem sido. Uma coisa…rs Estou me esforçando, sim. Mas, esta semana não está sendo simples. Chego lá. Darei notícias. Companheira, bora pra frente. Beijos e obrigada por tudo, sempre!

  6. Edilene disse:

    olá Beth!!!q saudade!!! estou voltando!!!
    q bom q vc continua firme no se caminho viu? feliz de ler suas notícias…umm bjão

    • Beth disse:

      Oi Didi!!! Que maravilha! Muito bem vinda, querida. Firme, firme, não posso dizer que estou, mas estou na estrada e, cambaleando aqui, segurando as pontas ali, vou fazendo a minha parte. Feliz de ver você aqui, venha sempre. Beijoca!

  7. Lu Rodrigues disse:

    AI BETH, QUE SAUDADE DE TU TATU! RSRSRS
    ENTENDO TÃO BEM O QUE DESABAFOU AQUI… SINTO MUITA DIFICULDADE EM EMAGRECER E AINDA PIOR: NÃO CONSEGUI AINDA DAR PARTIDA NESSA LUTA CONTRA A MÁ QUALIDADE DE VIDA E A DONA BALANÇA.
    NO ENTANTO, SOU BRASILEIRA E NÃO DESISTO NUNCA! RSRSRS
    BEIJO NO CORAÇÃO!

    • Beth disse:

      Saudade, também, Lu!
      Olha, não está sendo moleza. E você sabe que eu sou dura na queda, dura até para admitir que o babado está pesado. Mas, sei que muito é na cabeça. Sei que o corpo já não reage como antes, mas sei também que há jeito, mas está sendo requerido ainda mais empenho, mais dedicação etc.
      A semana que passou não foi legal, não fui tão disciplinada etc. Nesta, estou me concentrando para realmente fazer as coisas do jeito que devem ser. Bota opinião aí Lu, mete bronca, você pode! Sei que não é simples assim, mas tem que começar! 🙂
      Beijos amore!

  8. Q bom q achou uma nutri lega, com um trabalho diferenciado.
    Tb nunca foi tão difícil para mim…mas estou disposta a recomeçar. isso já é um começo!

    q bom q seu marido melhorou, dengue é perigoso mesmo. tivemos uma vizinha q morreu de dengue, há uns anos atrás. mto triste isso!

    Beijossssssss
    ┌──»ʍi૮ђα ツ

    • Beth disse:

      Micha, a semana que passou foi bem barra, para mim, nesse segmento. Mas, nada como um dia depois do outro. Hoje me re-concentrei para botar isso para a frente.
      O maridão está ótimo sim, obrigada. Me assustou, mas já passou. Beijos querida, ótima semana!

  9. Thuca disse:

    Olá
    Mana Querida,realmente depois da pré menopausa, Jesus a coisa comigo ficou parada,melhor Travada,Mas eu jurei,que meu sorriso ninguem rouba,!! bjs e vamo que vamo.
    Saude ao cunhado. bjs

  10. Teresinha disse:

    Eu tambén tenho abandonado o blog e só hoje pasei por aquí. Sinto muito que o seu marido tenha sofrido de dengue e me alegro que já esteja recuperándose: Eu tambén depois de trinta anos de vistar o mesmo terapeuta mudei para uma nova psicóloga porque achei que já se havía esgotado a vía. E está dando certo. Como estou segura que vai dar certo con você e a
    nova nutricionista. Se nao conseguimos resolver un problema é porque é necesario abordarlo con un novo enfoque. Muito éxito nesse novo caminho, companheira de viajem.
    Un grande abraço

  11. Alice disse:

    Cadê vc? Volta logo!!!

  12. ANDREA disse:

    Cadê a Beth?
    Manda notícias mulher, rsrs.
    Espero que esteja tudo maravilhosamente bem.
    Grande beijo.

  13. Vanessa disse:

    Oieee Beth
    quanto tempo não passo por aqui saudades, vi que faz tempo que vc não passa por aqui também, espero que esteja tudo bem com você.
    bom estou de blog novo de novo 😀
    http://confissoesdagordinhara.blogspot.com.br/
    adoro suas visitas

    bjinhos
    e volta logo agente sente sua falta

  14. Andrea disse:

    Oi Beth
    Saudade das suas postagens!!
    A netinha já nasceu? Acho que sim e deve estar grande, rsrs.
    Apareça quando der.
    Beijo grande e feliz ano novo, cheio de realizações, sucesso, amor, saúde e muita paz!
    Andrea.

  15. cris disse:

    Oi Beth,vc esta fazendo imensa falta! de noticias pra gente !

  16. Renata disse:

    Cadê a Beth????? =(
    Está fazendo muita falta!

  17. Mari disse:

    Oi Beth, não pode é desistir, mas não é fácil. Te acompanho há algum tempo e sua luta não é nada diferente da minha. Melhoras p/ seu maridão, bjs.

  18. robertamelo disse:

    Bethinha? Cadê tu? Saudades…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s